Notícias

Confinamento bovino cresce 5% em 2019, para 3,57 milh√Ķes de animais

03 de dezembro de 2019

O ano de 2019 deve terminar com, aproximadamente, 3,57 milh√Ķes de bovinos confinados, alta de 5% em rela√ß√£o a 2018, estimou o presidente da Associa√ß√£o Nacional de Pecu√°ria Intensiva (Assocon), Maur√≠cio Velloso. O resultado tem como base a apura√ß√£o feita pela entidade em 1.400 unidades de confinamento no Pa√≠s. "Se somarmos a nossa an√°lise com outras realizadas por frigor√≠ficos e demais agentes do mercado, o avan√ßo pode ficar entre 10% e 12% no comparativo anual", afirma o executivo.

Velloso explica que muitos pecuaristas n√£o conseguiram se beneficiar da atual disparada nos pre√ßos da arroba porque n√£o haviam optado pelo confinamento anteriormente e, por consequ√™ncia, n√£o t√™m gado terminado para entregar neste fim de ano. No √ļltimo bimestre, as chuvas vieram com atraso e postergaram a termina√ß√£o dos animais a pasto para meados de janeiro, quando os pre√ßos da carne bovina tendem a arrefecer e afetar a capacidade de pagamento da ind√ļstria.
 
"A maior parte dos pecuaristas está vendo a arroba em patamar elevado, sem ter animais terminados porque não fez a lição de casa. A mensagem que fica deste ano é que as coisas precisam mudar e a tendência é que a aplicação de tecnologias que conferem produtividade sustentável aumente no ano que vem", avalia. O presidente comenta, ainda, que é necessário aumentar o foco na gestão de riscos da operação pecuária.Apesar da alta de 5% no confinamento em geral ter sido modesta, Velloso destaca que outras formas de intensificação na terminação do gado cresceram significativamente.
 
Segundo ele, muitos pecuaristas estão utilizando alimentação suplementada e outras técnicas que permitem uma terminação mais ágil no próprio pasto, sem a necessidade de recorrer a boitéis ou unidades que mantenham o animal em ambiente fechado. "Não conseguimos mensurar os dados de modo preciso, mas seguramente o confinamento a pasto foi o grande salto do segmento no Brasil e praticamente dobrou em 2019", estima. Esta elevação é atribuída à conscientização dos produtores rurais.

Fonte: Revista Globo Rural
Voltar Imprimir
Deixar um coment√°rio
Nome
Coment√°rio
 

Notícias recentes

MPT investiga casos de Covid-19 e fragilidade na preven√ß√£o em 10 frigor√≠ficos no MT 10 de julho de 2020 Um levantamento do Minist√©rio P√ļblico do Trabalho (MPT) junto √†s cinco maiores empresas frigor√≠ficas do Mato Grosso apontou que pelo menos 10 unid...
SAD anuncia leilão presencial de 38 bovinos da raça Nelore 10 de julho de 2020 Na quarta-feira (08.07), a Secretaria de Estado de Administração e Desburocratização (SAD) anunciou a realização de leilão presencial de 38 bov...
Mato Grosso do Sul tem 146 mortes por coronav√≠rus e 12.261 confirmados 10 de julho de 2020 Com mais 590 exames positivos para o novo coronav√≠rus (Covid-19) nas √ļltimas 24 horas, o n√ļmero de casos confirmados da doen√ßa no Estado chega a 1...
Como fica o tempo no fim de semana em Mato Grosso do Sul? 10 de julho de 2020 Quem gosta do clima frio tem até o fim desta semana para aproveitar. Isso porque conforme indicava a climatologia, o inverno de 2020 teria como difer...
Cautela do pecuarista segura o preço da arroba 10 de julho de 2020 Ontem, quinta-feira, 9 de julho, o mercado brasileiro do boi gordo registrou baixa liquidez, refletindo o momento de cautela de ambos os lados, tanto ...
Com recordes de valores de soja e milho, VBP de 2020 √© estimado em R$ 716,6 bilh√Ķes 10 de julho de 2020 Valor Bruto da Produ√ß√£o Agropecu√°ria (VBP) de 2020, com base nos dados de junho, est√° estimado em R$ 716,6 bilh√Ķes, 8,8 % acima do obtido em 2019...
Boi/Cepea: Indicador volta a fechar acimadosR$ 220,00 09 de julho de 2020 Os embarques brasileiros de carne bovina seguem recordes enquanto a oferta de animais prontos para o abate est√° baixa. Segundo pesquisadores do Cepea...


Foto: Divulgação
Muitos pecuaristas estão utilizando alimentação suplementada e outras técnicas que permitem uma terminação mais ágil no próprio pasto