Notícias

Preço do leite ao produtor cai pelo segundo mês consecutivo

12 de setembro de 2019

Os preços do leite pago ao produtor caíram pelo segundo mês consecutivo. No entanto, o recuo médio foi menor, de 1,6%, frente à queda de 4,1% no pagamento anterior. Considerando os 18 estados pesquisados pela Scot Consultoria, o leite padrão ficou cotado, em média, em R$ 1,204 por litro no pagamento realizado em agosto, referente ao leite entregue em julho. Já os valores médios com as bonificações por qualidade e volume ficaram em R$ 1,565 por litro, sem o frete.

 
A produção de leite aumentando nas principais bacias leiteiras, com destaque para os estados do Sul, mantém a pressão de baixa no mercado brasileiro.Observe na figura 1 que o produtor está recebendo 3,4% menos na comparação com o mesmo período do ano passado. Em julho, o volume captado (média nacional) aumentou 2,5%, e, em agosto, os dados parciais apontam para incremento de 0,7% na captação na comparação mensal.
 
Outro ponto importante é que as indústrias vêm tentando reverter a situação de margens apertadas (em muitos casos negativas), em função das valorizações da matéria-prima (leite cru) no primeiro semestre e dificuldade de evolução dos preços dos lácteos no atacado no mesmo período.
 
Para o pagamento a ser realizado em setembro/19, que remunera a produção entregue em agosto, o tom do mercado é de estabilidade, sendo que 68% dos laticínios pesquisados pela Scot Consultoria acreditam em manutenção das cotações, 16% falam em queda e 16% estimam alta (maioria no Nordeste).
 
Um ponto de sustentação está na produção de leite, que, apesar de ter aumentado nos últimos meses, os incrementos têm sido em um ritmo menor comparativamente com 2018. A forte queda do leite no último pagamento e os menores investimentos por parte do produtor na alimentação do rebanho colaboram com este cenário.
 
Para o pagamento de outubro (produção de setembro) o movimento de baixa deverá voltar a ganhar força, já com as pastagens em melhor qualidade e aumentos mais expressivos na oferta de leite no Brasil Central e região Sudeste.
 
Apenas na região Sul, o mercado sinaliza preços mais firmes, em função da produção menor nos estados a partir daí, com a saída dos animais das pastagens de inverno.

Fonte: DBO Rural
Voltar Imprimir
Deixar um comentário
Nome
Comentário
 

Notícias recentes

Pressão de baixa perde força no mercado do boi 29 de janeiro de 2020 Na última segunda-feira (27/1), no mercado do boi gordo, apesar das altas terem sido modestas e em apenas 25,0% das regiões pesquisadas pela Scot Co...
Ministério da Agricultura abre inscrições para feiras internacionais de alimentos e bebidas 29 de janeiro de 2020 O Ministério da Agricultura, Pecuária e Abastecimento (Mapa) abriu as inscrições para empresas e entidades interessadas em participar das feiras i...
Após semanas de desvalorização, carne bovina reage no varejo 29 de janeiro de 2020 Os preços da carne bovina vendida no mercado varejista de São Paulo estavam vivenciando uma trajetória de queda desde o começo do ano. Contudo, no...
Governo proporciona que 1,5 mil agricultores tenham acesso a pesquisa e tecnologia 29 de janeiro de 2020 Em média, 1,5 mil agricultores de Mato Grosso do Sul utilizam por ano, os resultados de pesquisa da Fundação MS para tomar decisões sobre as safra...
Mais dez lotes de cerveja contaminada da Backer são identificados 29 de janeiro de 2020  Mais dez lotes de cerveja da marca Backer foram identificados pelo Ministério da Agricultura, Pecuária e Abastecimento (Mapa) com a presença ...
Oferta limitada deve manter a cotação do couro sustentada 29 de janeiro de 2020 Mercado do couro com preços estáveis. Esse cenário, de mercado calmo, com os preços andando de lado, já era esperado, uma vez que a valorização...
Rentabilidade média em 2019 no mercado físico de soja alcançou 8,42% 29 de janeiro de 2020 O ano de 2019 foi positivo para os produtores de soja do País e 2020 também deve contar com um cenário favorável, informou nesta terça-feira (28/...


Foto: Divulgação
Considerando os 18 estados pesquisados pela Scot Consultoria, o leite padrão ficou cotado, em média, em R$ 1,204 por litro