Notícias

Presidente da Famasul conhece Sistema de Vigilância Sanitária e os procedimentos adotados por SC

11 de setembro de 2019

O presidente da Famasul – Federação de Agricultura e Pecuária de Mato Grosso do Sul, Mauricio Saito, esteve em Florianópolis (SC), nesta segunda-feira (09), para conhecer os procedimentos adotados pelo estado no processo de retirada da vacinação de febre aftosa. Santa Catarina é o único estado brasileiro certificado internacionalmente como área livre da doença sem vacinação.

O presidente participou de reuniões técnicas com instituições e órgãos oficiais catarinenses responsáveis pelo Sistema de Defesa Sanitária Animal do estado, com o objetivo de conhecer as políticas públicas e ações da iniciativa privada, principalmente dos produtores rurais, que garantiram à Santa Catarina o certificado de área livre de febre aftosa sem vacinação pela OIE (Organização Mundial de Saúde Animal).
 
“Santa Catarina comemora 12 anos da certificação e, desde a suspensão da vacina, vem se consolidando como grande produtor e exportador de carnes. Em Mato Grosso do Sul, a evolução do PNEFA [Programa Nacional de Erradicação e Prevenção da Febre Aftosa] também vai alavancar a movimentação econômica, especialmente a da produção de proteína animal”, ressaltou Mauricio Saito.
 
A busca pela segurança alimentar leva alguns países a comprarem somente produtos oriundos de áreas certificadas, onde não há registro de circulação viral e onde o controle sanitário é extremamente rigoroso. “Com a suspensão da vacina e a obtenção do certificado de país livre sem vacinação, teremos acesso aos mais exigentes mercados mundiais. Nosso estado só tem a ganhar e os produtores também”, reforçou.
 
Saito participou de reuniões com a presidente da Cidasc (Companhia Integrada de Desenvolvimento Agrícola de Santa Catarina), Luciane de Cássia Surdi; com o presidente da Feasc (Federação de Agricultura e Pecuária de Santa Catarina), José Zeferino Pedroso, com o secretário estadual de Agricultura, Pesca e Desenvolvimento Rural, Ricardo de Gouvêa, e com o conselheiro executivo do Icasa (Instituto Catarinense de Sanidade Agropecuária), Osvaldo Miotto Júnior. A agenda teve participação dos gestores do Departamento e da Divisão de Defesa Sanitária, Rosemberg Tartari e Débora Reis. 
 
Coordenado pelo Mapa (Ministério da Agricultura, Pecuária e Abastecimento), o PNEFA visa a ampliação das zonas livres de febre aftosa sem vacinação, estabelecendo metas para que a vacina seja retirada até o ano de 2021.

Fonte: Famasul
Voltar Imprimir
Deixar um comentário
Nome
Comentário
 

Notícias recentes

Mapa estabelece novas regras para a classificação de produtos vegetais importados 11 de dezembro de 2019 O Ministério da Agricultura, Pecuária e Abastecimento (Mapa) regulamentou a classificação de produtos vegetais importados em portos, aeroportos e ...
Boi gordo: baixo volume de negociações 11 de dezembro de 2019 Em algumas regiões, parte dos frigoríficos ficaram fora das compras na manhã da última segunda-feira (9/12). Este foi o cenário das praças de S...
Ministério premia empresas do agronegócio por boas práticas de integridade 11 de dezembro de 2019 A ministra Tereza Cristina (Agricultura, Pecuária e Abastecimento) entregou nesta terça-feira (10) certificado para as empresas ganhadoras do Selo M...
Mercado de reposição prossegue com cautela em várias praças 11 de dezembro de 2019 Devido à perda de força do boi gordo, o mercado de reposição tem trabalhado firme, mas com cautela. Na média de todas as categorias de machos e f...
Vendas externas do agronegócio somam mais de US$ 8 bilhões em novembro 11 de dezembro de 2019 As exportações do agronegócio somaram US$ 8,21 bilhões em novembro deste ano. O valor significou alta de 1% em relação ao total exportado em nov...
Volume exportado de couro aumentou em 2019, mas faturamento caiu 21,3% 11 de dezembro de 2019 Dados da Secretaria de Comércio Exterior (Secex) apontam que, em novembro, o Brasil exportou 41,7 mil toneladas de couros, volume 5,1% menor em rela...
Garantia-Safra vai pagar R$ 19,2 milhões para mais de 22 mil agricultores familiares de 4 Estados 11 de dezembro de 2019 O programa Garantia-Safra do ciclo 2018/2019 autorizou o pagamento para 22.680 agricultores familiares de Alagoas, da Bahia, de Minas Gerais e da Para...


Foto: Divulgação
“Santa Catarina comemora 12 anos da certificação e, desde a suspensão da vacina, vem se consolidando como grande produtor e exportador de carnes", dis