Notícias

Safra de grãos 2018/2019 deve atingir recorde com 240,7 milhões de toneladas

12 de julho de 2019

A produção de grãos no Brasil na Safra 2018/2019 deve chegar a 240,7 milhões de toneladas, o melhor resultado da história, de acordo com o 10º Levantamento divulgado nesta quinta-feira (11) pela Companhia Nacional de Abastecimento (Conab). O resultado esperado supera o recorde anterior de 237,6 milhões de toneladas da safra 2016/2017. Entre os destaques figura o milho segunda safra, com previsão de produção recorde de 72,4 milhões de toneladas, com crescimento de 34,2%. Já o milho primeira safra deve ficar em 26,2 milhões de toneladas, com redução de 2,5%.

Em relação ao ano anterior (2017/2018), a alta na produção total de grãos é de 5,7% ou seja de 13 milhões de toneladas. A área plantada está prevista em 62,9 milhões de hectares, com aumento de 1,9% em relação à safra passada. Para o algodão, a estimativa é de aumento de produção de 32,9%. Isso equivale ao volume de 6,7 milhões de algodão em caroço ou 2,7 milhões de algodão em pluma. Na soja, há redução de 3,6% na produção, atingindo 115 milhões de toneladas. As regiões Centro-Oeste e Sul representam mais de 78% dessa produção.
 
O arroz tem produção estimada em 10,4 milhões de t, 13,6% menor que a obtida em 2017/18, devido às reduções ocorridas nos principais estados produtores. Já o feijão primeira safra também apresentou redução (22,5%), ficando em 996,9 mil t. O clima favorável contribuiu para uma produção de 1,3 milhão de t do feijão segunda safra, 7,1% acima da anterior. E a terceira safra, com plantio finalizado em meados de julho, deve ter produção de 721,5 mil t, 17,5% superior ao volume já produzido em 2017/18.
 
Os produtos com maiores aumentos de área plantada foram o milho segunda safra (819,2 mil ha), soja (717,4 mil ha) e algodão (425,5 mil ha). A soja apresentou crescimento de 2% na área de plantio, chegando a 35,9 milhões de ha. Culturas de inverno (aveia, canola, centeio, cevada e triticale) apresentam leve aumento na área cultivada, passando de 546,5 mil ha para 552,2 mil ha. A produção de trigo, no entanto, deve ser de 5,5 milhões de toneladas, com  área estimada em 1,99 milhão de ha, 2,4% menor que a área plantada em 2018.

Fonte: Mapa
Voltar Imprimir
Deixar um comentário
Nome
Comentário
 

Notícias recentes

Brics precisa enfrentar tendências ao protecionismo, afirma Tereza Cristina 18 de julho de 2019 A ministra Tereza Cristina (Agricultura, Pecuária e Abastecimento) disse nesta quarta-feira (17) que o principal desafio do bloco formado por Brasil,...
Oferta de preços menores para o boi gordo em todas as praças 18 de julho de 2019 Com a entrada da segunda quinzena e a expectativa de redução de consumo, as indústrias estão ofertando preços menores pela arroba do boi gordo em...
Delegação do Brics visita banco genético da Embrapa, o maior da América Latina 18 de julho de 2019 Representantes de delegações estrangeiras do Brics (bloco formado por Brasil, Rússia, Índia, China e África do Sul) visitaram dois centros de pes...
Preços da carne bovina no atacado apresentam reação 18 de julho de 2019 Na semana passada, o mercado atacadista da carne bovina sem osso registrou mais uma semana de altas, a terceira consecutiva. Segundo levantamento da S...
Diretor da secretaria executiva do Mapa é eleito para comitê do IICA 18 de julho de 2019 O brasileiro Gustavo Pereira da Silva Filho foi eleito na segunda-feira (16) para integrar o Comitê de Revisão de Auditoria do Instituto Interameric...
Curso gratuito do Senar otimiza produção com bem-estar na pecuária de corte 18 de julho de 2019 Analisar o comportamento animal, do nascimento à terminação, é o objetivo do Curso de Manejo Racional de Bovinos para Abate oferecido pelo Senar/M...
Celso Moretti assume interinamente a Presidência da Embrapa 18 de julho de 2019 A partir desta quarta-feira (17), o então diretor-executivo de Pesquisa e Desenvolvimento da Embrapa, Celso Moretti, assume interinamente a Presidên...


Foto: Divulgação
Colheita mecânica de milho