Notícias

Práticas de manejo adequadas podem resultar em lavouras alta performance

18 de janeiro de 2019

A alta produtividade da soja e a incansável busca pelos 100 sacos por hectare é um dos desejos de grande parte dos sojicultores. Para alcançar resultados surpreendentes, a aplicação correta das técnicas por parte dos agricultores é fundamental. Com esse intuito, o painel "Manejo do Sistema Soja/Milho para altas produtividades" trouxe para o Showtec 2019 a palestra "Diagnóstico e práticas de manejo, caminhos para construir lavouras de alta performance", ministrado pelo engenheiro agrônomo e consultor, Henry Sako.

Segundo o palestrante, a fertilização adequada do solo é essencial para alcançar índices altos de produtividade. Dentro desse contexto, o produtor deve ficar atento a alguns fatores, pragas e doenças, uso correto da mecanização agrícola e rotação de culturas. Além disso, é preciso conhecer a física do solo de sua região, para evitar erros que possam comprometer a lavoura.
 
É preciso, ainda, escolher a cultivar correta, de acordo com o perfil de solo da região, bem como o balanço nutricional da planta por meio da adubação, entre outros cuidados básicos de manejo. "É possível, ainda, alcançar bons resultados pela genética. Há casos de lavouras ao longo do Brasil que obtiveram incremento de 70 kg de soja por hectare por conta do melhoramento genético", destaca.
 
Contudo, Sako pontuou a importância de se fazer uma avaliação do solo para que seja tomada uma decisão correta dentro da lavoura. De acordo com o especialista, apenas 30% das lavouras traçam essa análise. "Estamos acompanhando diversas lavouras em nove estados do Brasil e percebi que o modelo agronômico para provocarmos a alta produtividade é bastante claro. No entanto, existe uma característica para analisarmos. Em cada talhão, cada fazenda, o sistema de produção está na natureza. Ou seja, o plano de manejo para cada situação é único, por isso a importância do diagnóstico", reitera.

Fonte: Fundação MS
Voltar Imprimir
Deixar um comentário
Nome
Comentário
 

Notícias recentes

Decisão judicial assegura atividades da Expogrande 2019 22 de fevereiro de 2019 Decisão proferida no dia 21 de fevereiro último pelo juiz José Henrique Neiva de Carvalho e Silva, da 1ª Vara de Direitos Difusos, Coletivos e...
Sexta-feira ainda com céu nublado e chance de chuva para Mato Grosso do Sul 22 de fevereiro de 2019 A sexta-feira (22.02) não deve apresentar grandes mudanças no tempo em Mato Grosso do Sul. O céu continua parcialmente nublado com pancadas de chuv...
Investimentos do Plano Agrícola e Pecuário têm crédito adicional de R$ 791 milhões 22 de fevereiro de 2019 Os produtores rurais terão mais R$ 791 milhões para seus investimentos no Plano Agrícola e Pecuário 2018/19, com a autorização de remanejamento ...
Oferta reduzida dificulta compra dos frigoríficos 22 de fevereiro de 2019 O cenário na maioria das regiões é de mercado travado, com equilíbrio entre oferta restrita e lento escoamento. No fechamento da última quarta-fe...
Ministra afirma que questão do leite em pó está superada 22 de fevereiro de 2019 A ministra da Agricultura, Pecuária e Abastecimento, Tereza Cristina, afirmou nesta quinta-feira (21) que a questão da taxa de importação do leite...
Carne bovina: queda nos preços no atacado na primeira quinzena 22 de fevereiro de 2019 Desde o final de dezembro do ano passado, a carne no atacado ficou 7,3% mais barata, na média de todos os cortes. Esse comportamento foi puxado pelos...
Ministra: “Temos de evoluir em nossos sistemas de fiscalização e controle” 22 de fevereiro de 2019 A ministra da Agricultura, Pecuária e Abastecimento, Tereza Cristina, defendeu nesta quinta-feira (21) a adoção de procedimentos de fiscalização ...


Foto: Divulgação
O engenheiro agrônomo e consultor Henry Sako durante a palestra