Notícias

INTL FCStone mantém previsão de moagem no Centro-Sul e reduz produção de etanol

18 de janeiro de 2019

A INTL FCStone manteve nesta quinta-feira (17/1), na segunda estimativa para safra 2019/2020 de cana-de-açúcar no Centro-Sul do Brasil, a previsão de um processamento de 564,7 milhões de toneladas de cana no período a ser iniciado em 1º abril. A estimativa representa queda de 1% ante o total de 570,3 milhões de toneladas de cana previsto para 2018/2019. Esse número da atual safra é levemente superior da primeira estimativa, de novembro do ano passado, em 567 milhões de toneladas.

Segundo o relatório do analista João Paulo Botelho, o clima na região brasileira "apresentou piora relevante desde o começo de dezembro", com chuvas acumuladas de apenas 209,5 milímetros (mm) nas três quinzenas, queda de 36,4% em relação à média histórica para o período, um dos mais importantes para o desenvolvimento da cana.
 
No entanto, o acumulado na região entre agosto e novembro do ano passado foi de 588,7 mm, 46,9% superior ao normal, o que deve compensar a falta recente de chuva. "Devemos destacar que, se as chuvas se mantiverem abaixo do normal nos próximos meses, é possível que a moagem recue ainda mais", alertou Botelho. Segundo o analista, a oferta de Açúcar Total Recuperável por tonelada (ATR/t) de cana processada deve cair 1,3% entre as safras, de 139 kg/t previstos para 2018/2019, para 137,1 kg/t estimados em 2019/2020.
 
"O motivo para esperarmos uma redução neste indicador é o fato de que o mesmo foi anormalmente elevado em 2018/2019, visto que o tempo excepcionalmente seco entre fevereiro e junho levou à forte redução no conteúdo de água na cana e, consequentemente, ao maior teor de ATR", destacou.
 
Segundo a consultoria, o cenário para o próximo ano é "menos favorável" ao etanol. Por isso, apesar de uma safra novamente mais alcooleira, o mix de destino cana para a produção de biocombustível deve cair dos atuais 64,9% estimados para 2018/2019 a 59% previstos para 2019/2020. Na primeira estimativa, a previsão era que o mix ficasse em 60,3%. A produção de etanol de cana deve ficar em 26,8 bilhões de litros, redução de 600 milhões de litros ante a estimativa inicial, de 27,4 bilhões de litros, e queda de 10,7% sobre os 30 bilhões de litros previstos para a atual safra 2018/2019.
 
A produção de hidratado de cana deve cair 19,8%, para 17 bilhões de litros e o volume de anidro de cana deve avançar 10,9%, para 9,8 bilhões de litros entre as duas safras.A oferta de etanol de milho, mantida ente as duas previsões, deve ser de 1,2 bilhão de litros, alta de 35,2% sobre os 900 milhões de litros previstos para a atual safra pela INTL FCStone. A produção total de etanol deve cair de 30,9 bilhões para 28 bilhões de litros.
 
Segundo a INTL FCStone, é improvável que a queda no preço do petróleo verificada desde o final do ano passado possa ser revertida para uma forte valorização. Isso prejudica a produção de etanol e favorece a previsão para uma oferta maior de açúcar. Com isso, a consultoria elevou a previsão do mix de destino da cana para a produção do adoçante de 39,7% para 41% em 2019/2020, ante 35,3% em 2018/2019. Com mais cana para o açúcar, produção no Centro-Sul deve ficar em 30,2 milhões de toneladas alta de 14,3% sobre as 26,5 milhões de toneladas de 2018/2019, e 900 mil toneladas superior à estimativa inicial, de 29,3 milhões de toneladas para 2019/2020.

Fonte: Revista Globo Rural
Voltar Imprimir
Deixar um comentário
Nome
Comentário
 

Notícias recentes

Seguindo plano para retirada da vacina contra aftosa MS apresenta ações em reunião do PNEFA 25 de abril de 2019 A equipe da Iagro está desde ontem (quarta, 24) em Curitiba (PR), no segundo encontro dos Estados que compõe o Bloco 5 (Paraná, Rio Grande do Sul, ...
Exportação de gado vivo bate recorde e esquenta debate interno 25 de abril de 2019 Um por um, os bovinos vão descendo do caminhão, em fila indiana, monitorados por estivadores; percorrem um pequeno corredor com laterais fechadas, p...
PIB do agro inicia 2019 com leve queda 25 de abril de 2019 O PIB do Agronegócio brasileiro apresentou ligeira queda de 0,15% em janeiro de 2019, de acordo com pesquisas do Cepea (Centro de Estudos Avançados ...
Simpósio aborda experiências em conservação de raças ovinas locais 24 de abril de 2019 A Universidade Federal da Grande Dourados (UFGD), a Uniderp, a Fundação Manoel de Barros e a Embrapa realizam nos dias 25 e 26 de abril o Simpósio ...
China confirma novos focos de peste suína em província 24 de abril de 2019 O Ministério da Agricultura e Assuntos Rurais da China confirmou que foram detectados novos focos da peste suína africana (ASF, na sigla em inglês)...
RS realiza pedido para se tornar livre de aftosa sem vacinação 24 de abril de 2019 O Rio Grande do Sul se somou, esta semana, à lista de Estados que buscam o título de livre de febre aftosa sem vacinação. A Secretaria da Agricult...
Tereza Cristina: “Nossa agricultura precisa de mais tranquilidade, de mais segurança para produzir” 24 de abril de 2019 A ministra Tereza Cristina (Agricultura, Pecuária e Abastecimento) afirmou nesta terça-feira (23) que melhorar o programa de subvenção ao seguro r...


Foto: Divulgação
Canaviais começam a ser colhidos em abril