Notícias

Iagro monitora Influenza Aviária e Doença de Newcastle no Estado

13 de dezembro de 2018

A Agência Estadual de Defesa Sanitária Animal e Vegetal (Iagro) realiza o monitoramento anual da Doença de Newcastle e Influenza Aviária do Sítio de Aves Migratória do Estado, na Curva do Leque, no Pantanal do Mato Grosso do Sul, com colheitas de soro e suabes de traqueia e de cloaca em aves residentes num raio de 10 km, onde temos a maior aglomeração de sedes de fazendas, além dos maiores lagos e salinas, atrativos para aves de vida livre.

Neste ano as coletas foram realizadas no mês de setembro, com a participação de 5 Fiscais Estaduais Agropecuários. Foram vistoriadas 175 galinhas, totalizando 525 amostras colhidas que foram encaminhadas ao laboratório Oficial – LANAGRO em Campinas/SP para processamento. A Iagro é responsável pelo pronto atendimento das suspeitas de ocorrência da Influenza Aviária e Doença de Newcastle. Durante a vistoria são avaliadas as condições ambientais, condições sanitárias e comportamentais das aves.
 
Sobre as Doenças
 
A doença de Newcastle e a Influenza Aviária são doenças de notificação obrigatória que podem acometer aves em geral (subsistência, comercial, silvestre, etc.), causadas por vírus e com sintomatologia clínica muito semelhante. Portanto, ao identificar um dos sintomas, comunique ao Serviço Veterinário Oficial do seu município
 
Sobre os Sítios de Aves Migratórias
 
O Brasil é visitado periodicamente por milhares de aves que realizam movimentos sazonais da América do Norte para a América do Sul e vice-versa. Dentre as aves que visitam o território nacional, destacam-se aquelas que migram com a proximidade do inverno boreal.
 
No período de inverno, a baixa oferta de recursos alimentares aliada a fatores endógenos, induz a migração de várias espécies dos Hemisférios Norte e Sul aos sítios de alimentação ou áreas de invernada em países vizinhos ou outros continentes. Nestas áreas permanecem até o início da primavera em seu local de origem, para onde retornam e se reproduzem.
 
No território nacional, são encontrados vários sítios de invernada, os quais são de extrema importância para conservação e manutenção destas espécies, desde o Amapá até o Rio Grande do Sul, como a Ilha de Campechá (MA), a Lagoa do Peixe (RS), a Coroa do Avião (PE) o Pantanal (MS e MT).

Fonte: Semagro
Voltar Imprimir
Deixar um comentário
Nome
Comentário
 

Notícias recentes

Câmara Setorial de Florestas de MS trabalha na atualização do Plano Florestal 21 de junho de 2019 As demandas do setor de florestas, tanto plantada quanto nativa, vem sendo tratadas em Mato Grosso do Sul com auxílio da Câmara Setorial de Floresta...
Pronaf e Pronamp terão os maiores orçamentos de suas histórias no Plano Safra 21 de junho de 2019 O anúncio do Plano Safra 2019/2020, que neste ano voltou a incluir todos os produtores rurais, beneficiou os agricultores familiares, avalia o secret...
Liquidez retornando no mercado de reposição 21 de junho de 2019 Após duas semanas de marasmo e pressão nos preços, o mercado de reposição “voltou a andar nos trilhos.” No mercado do boi gordo,...
Um dia a menos de compras colabora com a firmeza no mercado do boi 21 de junho de 2019 Com um dia a menos de compra, devido ao feriado da última quinta-feira, o mercado trabalhou em ambiente firme durante essa semana.  As ind...
EUA esperam colher sua pior safra de milho em quatro anos 19 de junho de 2019 O Departamento de Agricultura dos Estados Unidos (USDA) reduziu fortemente sua estimativa para a produção doméstica de milho em 2019/20. Em seu rel...
O inverno que começa na sexta-feira terá influência do El Niño 19 de junho de 2019 Previsão do Instituto Nacional de Meteorologia (Inmet) para o inverno, que começa oficialmente nesta sexta-feira (21) e vai até 23 de setembro, ind...
Girolando: avaliação genômica das vacas e sumário de touros será lançado durante Megaleite 19 de junho de 2019  O Programa de Melhoramento Genético da Raça Girolando lança nesta quarta-feira (19), durante a Megaleite, a Avaliação Genômica de Vacas/20...


Foto: Divulgação
Equipe da Iagro que faz o trabalho de monitoramento no Pantanal