Notícias

Escassez de oferta de gado deve puxar preço da @ em 2019

16 de novembro de 2018

Após um ano sem grandes oscilações, o preço da arroba deve voltar a subir no próximo ano, quando é esperado o início do ciclo de alta na pecuária de corte, causado pela baixa oferta de animais para o abate. O aumento da participação de fêmeas no abate de bovinos nos últimos anos indica que teremos falta de animais jovens no mercado a partir do segundo semestre de 2019, conforme projeção do analista de mercado da Scot Consultoria, Felippe Reis. “Estamos no terceiro ano consecutivo de crescimento no abate de fêmeas e isso deve impactar na redução da oferta de bezerros a partir do próximo ano, sendo intensificada em 2020”, destacou.

De acordo com dados do Instituto Brasileiro de Geografia e Estatística (IBGE), no primeiro semestre de 2018 as fêmeas responderam por 46,5% do volume total de abates sob algum tipo de inspeção realizados no Brasil, maior índice dos últimos quatro anos. No mesmo período do ano passado, elas haviam respondido por 43,9%. Em 2016, a participação foi de 40,6%.
 
Outro componente que deve influenciar esse cenário altista é o bom desempenho das exportações. Reis destaca que a recente reabertura do mercado russo para carne brasileira deve dar um fôlego extra para os embarques no fim de ano e, principalmente, para os de 2019. “A Rússia sempre foi um grande parceiro comercial do Brasil e a retomada desse mercado deve contribuir para o aumento das exportações”.
 
Em relação ao preço da @ no mercado físico, o analista acredita não haver espaço para grandes oscilações até o final do próximo mês. Embora o consumo de carne deva aumentar com a proximidade das festividades de fim de ano, o analista destaca que a atual oferta de gado é suficiente para atender a demanda.

Fonte: DBO Rural
Voltar Imprimir
Deixar um comentário
Nome
Comentário
 

Notícias recentes

Venda de tratores de rodas cresce 39,6% em MS no primeiro quadrimestre de 2019 21 de maio de 2019 A venda no varejo de tratores de rodas cresceu 39,6% em Mato Grosso do Sul no primeiro quadrimestre de 2019 frente ao mesmo período de 2018, passando...
Manejo do palhiço no sul de Mato Grosso do Sul prejudica canavial 21 de maio de 2019 Pesquisa realizada pela Embrapa Agropecuária Oeste, na região sul do Mato Grosso do Sul comprovou que nessa região quanto menos manejo for feito co...
Caminhoneiros boiadeiros param no PA e afetam pecuária 21 de maio de 2019 A pecuária do Pará, mais especificamente no norte do Estado, se encontra em difícil situação, relata boletim desta tarde de terça-feira da Infor...
Exportação de lácteos da Argentina aumenta 9% no 1º trimestre, para 72,6 mil toneladas 21 de maio de 2019 A exportação de produtos lácteos argentinos aumentou 9% em volume no primeiro trimestre deste ano, em comparação com igual intervalo do ano anter...
PIB do Agro cresce 0,07% em fevereiro, mas cai 0,46% no 1º bi 21 de maio de 2019 O PIB do agronegócio calculado pelo Centro de Estudos Avançados em Economia Aplicada (Cepea) em parceria com a Confederação da Agricultura e Pecu...
Calor durante o dia e frio no início da noite; sem previsão de chuva na maior parte de MS 21 de maio de 2019 O calor deve continuar nesta terça-feira (21). Uma massa de ar seco ganhou força sobre o Centro-Oeste e ainda atua na maioria das áreas . Mesmo com...
Custos de produção de suínos e de frangos de corte caem 2% em abril 21 de maio de 2019 Os custos de produção de suínos e de frangos de corte calculados pela CIAS, a Central de Inteligência de Aves e Suínos da Embrapa, caíram 2,16% ...


Foto: Divulgação
O aumento da participação de fêmeas no abate de bovinos nos últimos anos indica que teremos falta de animais jovens