Notícias

Conab estima produção de grãos em até 238,3 milhões de toneladas

09 de novembro de 2018

Os produtores deverão colher entre 233,7 e 238,3 milhões de toneladas na safra 2018/19 e a área de cultivo variar entre 61,9 e 63,1 milhões de hectares, aponta o 2º Levantamento de Grãos da Companhia Nacional de Abastecimento (Conab), divulgado nesta quinta-feira (8). Neste cenário, a produção tende a ser de 2,5% a 4,5% superior à registrada na safra anterior. “Aparentemente, teremos pelo terceiro ano consecutivo uma safra extraordinária no Brasil”, comemorou Sávio Pereira, secretário substituto de Política Agrícola do Ministério da Agricultura, Pecuária e Abastecimento. 

Soja e milho continuam sendo os destaques da produção. As condições climáticas estão favoráveis, até o momento, especialmente para a soja. Mais de 80% da oleaginosa já foi plantada em Mato Grosso. Comparado ao mesmo período na safra passada, o plantio naquela época estava em 40,5%. Com o cenário positivo, a área deve ficar entre 35,4 e 36,1 milhões de hectares, podendo resultar em colheita entre 116,7 e 119,3 milhões de toneladas do produto.
 
O milho deve chegar entre 90 e 91 milhões de toneladas, ocupando área de 16,7 a 16,8 milhões de hectares. A primeira safra do grão também encontra clima adequado. A área plantada em Minas Gerais, na época do levantamento, chegava a cerca de 45% da área total prevista e, no Rio Grande do Sul, a 70,4%.
 
O algodão segue com o mercado favorável, impulsionando a elevação de área em relação à safra passada, podendo chegar a 1,4 milhão de hectares. O resultado imediato é o aumento da produção, com colheita que poderá ser 16,7% superior à obtida na safra passada, chegando a 2,3 milhões de toneladas.
 
O feijão apresentou diminuição no movimento de queda da área e produção, se comparado com o último levantamento divulgado. A leve recuperação deve-se à maior intenção de plantio do feijão-caupi na primeira safra, principalmente no estado da Bahia. Já as culturas de inverno estão em colheita. Destaque para o trigo, que tende a apresentar melhor desempenho na safra deste ano, mesmo com as adversidades climáticas registradas nas principais regiões produtoras.

Fonte: Mapa
Voltar Imprimir
Deixar um comentário
Nome
Comentário
 

Notícias recentes

Baixa liquidez mantém mercado do boi com preços andando de lado 19 de julho de 2019 O mercado do boi gordo em São Paulo está enfraquecido e com poucos negócios concretizados. Nos patamares atuais de preços os pecuaristas ficam mai...
Selo agrega valor e permite acessar grandes mercados, destacou Tereza Cristina 19 de julho de 2019 Em discurso na solenidade de 200 dias do governo Bolsonaro, a ministra Tereza Cristina (Agricultura, Pecuária e Abastecimento) comemorou a assinatura...
Demanda baixa mantém mercado do sebo pressionado 19 de julho de 2019 Apesar das recentes altas do óleo de soja (utilizado na produção de biodiesel) o mercado de sebo segue com os preços frouxos. No Brasil Centr...
Senar divulga agenda com programações no maior evento científico da América Latina 19 de julho de 2019 O Senar/MS – Serviço Nacional de Aprendizagem Rural estará presente na 71ª Reunião Anual da SBPC – Sociedade Brasileira para o Pro...
Regulamentação do Selo Arte é sonho antigo de produtores de queijo artesanal 19 de julho de 2019 A regulamentação do Selo Arte “é o sonho dos nossos antepassados se concretizando”. Assim define a produtora Maria Lucilha de Faria, de...
Fomento ao cooperativismo em MS atrai investimentos e dá competitividade ao produtor rural 19 de julho de 2019 A ação do Governo do Estado, realizada por meio da Semagro (Secretaria de Meio Ambiente, Desenvolvimento Econômico, Produção e Agricultura Famili...
Iagro abre três turmas para curso da Resenha Virtual de Equídeos de MS 19 de julho de 2019 Estão abertas as inscrições para o treinamento de médicos veterinários interessados em aprender a operar o aplicativo “Resenha Virtual de E...


Foto: Divulgação
Plantio direto de milho em palha de soja