Notícias

Ruralistas participarão da transição de governo

07 de novembro de 2018

A bancada ruralista vai participar diretamente da transição de governo. A Frente Parlamentar Agropecuária (FPA) terá ao menos três representantes atuando dentro do gabinete montado no Centro Cultural do Banco do Brasil (CCBB), em Brasília (DF). Um deles será a própria presidente da FPA, Deputada Tereza Cristina (DEM-MS), garantindo que participará de forma voluntária.

Outros dois nomes para a equipe de transição ainda estão sendo discutidos, confirmou a deputada. Segundo Tereza Cristina, deve ser mais um parlamentar ligado à bancada ruralistas, além de um técnico, a serem sugeridos ao coordenador da transição, o futuro ministro da Casa Civil, Onyx Lorenzoni.
 
“As coisas agora estão caminhando. A gente espera poder colocar todos os pontos sensíveis para a agropecuária que a gente tem como tema”, disse Teresa Cristina, após a reunião semanal da Frente Parlamentar, nesta terça-feira (6/11). “Vou ficar nessa coordenação, mas queremos mais gente participando porque agropecuária é assunto vastíssimo”, acrescentou.
 
Tereza Cristina explicou que a ideia é ter uma participação mais ampla de parlamentares ligados ao agronegócio, de acordo com o tema que estiver sendo discutido na transição. Segundo a deputada, o grupo tem especialistas em assuntos específicos, que podem colaborar com o novo governo.
 
“Temos os temas do executivo, que vamos colocar para o governo. E os temas do legislativo que vamos encaminhar. Fizemos um levantamento geral não só de assuntos do ministério da Agricultura, em si. Há temas que são transversais”, acrescentou, citando trabalho, relações exteriores e comércio.
 
Em entrevista a Globo Rural, nesta terça-feira (6/11), o deputado federal e senador eleito Luiz Carlos Heinze (PP-RS) informou que foi um pedido do próprio presidente eleito Jair Bolsonaro a participação de ruralistas na transição. “Vamos ajudar na transição. Ele está pedindo nomes para ajudar. Temos que bater bem na questão do direito de propriedade. Há questões ambientais, trabalhistas. Temos que simplificar o processo produtivo”, defendeu o parlamentar, já pontando assuntos prioritários.
 
Em meio à discussão sobre uma possível fusão entre os Ministérios da Agricultura e Meio Ambiente, as duas áreas, pelo menos por enquanto, serão tratadas juntas na transição. Os trabalhos de preparação da nova administração serão divididos por temas. Um deles é agricultura, meio ambiente e produção sustentável.
 
De acordo com o deputado Valdir Colatto (MDB-SC), os ruralistas não fecharam a questão em torno deste assunto. Mas há um entendimento na maior parte da bancada de que a fundir Agricultura e do Meio Ambiente não é viável, por trazer questões que não são diretamente ligadas ao agronegócio.
 
“Tem que tirar um pouco de ideologia da questão ambiental. O que a gente quer é que o Meio Ambiente não atrapalhe e tenha bom senso na hora de tomar decisões”, argumenta. O presidente eleito Jair Bolsonaro viajou a Brasília (DF), nesta terça-feira (6/11), sua primeira ida à capital federal desde a eleição. No Congresso, participou de um cerimônia comemorativa dos 30 anos da Constituição. Ainda não há uma data marcada para um encontro dele com os ruralistas.

Fonte: Revista Globo Rural
Voltar Imprimir
Deixar um comentário
Nome
Comentário
 

Notícias recentes

MS deve colher cerca de 9 milhões de toneladas de soja, com retração devido à estiagem 18 de janeiro de 2019  Mato Grosso do Sul deve colher cerca de 9 milhões de toneladas de soja nessa safra, segundo dados do SIGA-MS (Sistema de Informação Geográfi...
Abimaq pede aporte de R$ 3 bilhões no orçamento do Moderfrota 18 de janeiro de 2019 A Associação Brasileira da Indústria de Máquinas e Equipamentos solicitou ao governo aporte de R$ 3 bilhões no orçamento do Moderfrota, principa...
Práticas de manejo adequadas podem resultar em lavouras alta performance 18 de janeiro de 2019 A alta produtividade da soja e a incansável busca pelos 100 sacos por hectare é um dos desejos de grande parte dos sojicultores. Para alcançar resu...
INTL FCStone mantém previsão de moagem no Centro-Sul e reduz produção de etanol 18 de janeiro de 2019 A INTL FCStone manteve nesta quinta-feira (17/1), na segunda estimativa para safra 2019/2020 de cana-de-açúcar no Centro-Sul do Brasil, a previsão ...
Cotação do boi gordo estável em São Paulo e frouxa em Mato Grosso do Sul 18 de janeiro de 2019 A melhoria da oferta de boiadas não tem sido suficiente para pressionar de maneira efetiva o mercado, considerando São Paulo como referência. As pr...
Margens do produtor de soja ficarão mais apertadas com a quebra na safra 18 de janeiro de 2019 O clima desfavorável no mês de dezembro deve impedir um novo recorde na produção brasileira de soja e, com os preços em patamares mais baixos, os...
Pesquisas avaliam processos e características da carne maturada a seco 18 de janeiro de 2019 Acompanhando o que existe de novo no cenário externo e interno, pesquisadores da Embrapa Pecuária Sudeste estão iniciando estudos com a carne matur...


Foto: Divulgação
Presidente da Frente Parlamentar Agropecuária (FPA), Tereza Cristina participará da transição, acompanhada de mais um parlamentar e um técnico