Notícias

Descumprimento do vazio sanitário da soja pode gerar multa de R$ 25 mil

10 de agosto de 2018

 Produtores rurais que descumprirem a exigências do período de vazio sanitário da soja poderão ser multados em quase R$ 25 mil. O período de vigilância vai até 15 de setembro e visa a prevenir a incidência de doenças como a ferrugem asiática em Mato Grosso do Sul.

Durante o vazio sanitário, fica proibido o cultivo da planta, de forma a reduzir a quantidade de esporos do fungo causador da doença na entressafra –contendo seu avanço durante o período de plantio. Os produtores devem também eliminar todas as plantas voluntárias (“guaxas” ou “tigueras”) por meio de processo mecânico ou químico.
 
Antes do plantio, também deve cadastrar as áreas de cultivo na Iagro (Agência Estadual de Defesa Sanitária Animal e Vegetal), de forma a auxiliar na identificação de área plantada e prevenir vizinhos quanto ao surgimento de focos da ferrugem asiática.
 
A proibição de plantio é de 90 dias, considerando o tempo máximo de sobrevivência dos esporos no ar (55 dias). O descumprimento às regras implica na aplicação de multa de mil Uferms (Unidade Fiscal de Estadual de Referência de Mato Grosso do Sul), hoje estabelecida em R$ 24,66.
 
Além de Mato Grosso do Sul, outros 11 Estados adotam o vazio sanitário para o controle da ferrugem asiática: Distrito Federal, Bahia, Bahia, Goiás, Maranhão, Mato Grosso, Minas Gerais, Pará, Paraná, Rondônia, São Paulo e Tocantins. Desde 2007 o Mapa (Ministério da Agricultura, Pecuária e Abastecimento) exige um calendário estadual para semeadura de soja, com período mínimo de 60 dias sem plantas nas áreas.

Fonte: CGNews
Voltar Imprimir
Deixar um comentário
Nome
Comentário
 

Notícias recentes

China confirma tarifas de até 32,4% ao frango brasileiro 15 de fevereiro de 2019 A China confirmou nesta sexta-feira, 15 de fevereiro, a imposição de medidas antidumping sobre a importação de frango brasileiro. De acordo com an...
Marfrig realiza o primeiro embarque com destino ao Japão 15 de fevereiro de 2019 A Marfrig Global Foods, uma das companhias líderes globais em carne bovina, fez o primeiro embarque de produtos para o Japão por meio de suas unidad...
Tempo instável e temperaturas amenas fecham a semana em MS 15 de fevereiro de 2019 Sexta-feira (15.2) segue o rito das previsões do tempo registrada ao longo desta semana. Chuva, trovoadas, céu nublado e temperaturas amenas são es...
Marasmo no mercado do boi gordo continua em todas as praças 15 de fevereiro de 2019 Mercado do boi gordo sem grandes movimentações. No fechamento desta quarta-feira (13/2) praticamente não houve alteração nas referências.Frigor...
Cientistas desenvolvem metodologia para medir emissões de GEE na aquicultura 15 de fevereiro de 2019 Cientistas da Embrapa Meio Ambiente (Jaguariúna, SP) e do Instituto Nacional de Pesquisas Espaciais - Inpe, (São José dos Campos, SP) criaram um Mo...
JBS entra no lugar da Marfrig em parceria com a associação de Nelore 15 de fevereiro de 2019 A JBS, maior indústria bovina do Brasil, com 36 frigoríficos espalhados pelo País, assinou parceria com a Associação dos Criadores de Nelore do B...
Varejo: margem da carne bovina continua subindo no Brasil 15 de fevereiro de 2019 Em São Paulo, no Rio de Janeiro e em Minas Gerais, na média de todos os cortes vendidos nos supermercados e nos açougues, os preços da carne bovin...


Foto: Arquivo
Plantio da soja só pode ser retomado depois de 15 de setembro