Notícias

Medida Provisória prorroga Refis do Funrural até 30 de outubro

30 de maio de 2018

Após articulação da Frente Parlamentar da Agropecuária (FPA) com o governo federal, é prorrogado até 30 de outubro o prazo para aderir ao Programa de Regularização Tributária Rural (PRR), que refinancia a dívida de produtores rurais com o Fundo de Assistência ao Trabalhador Rural (Funrural).

A Medida Provisória 834/2018, editada pelo presidente da República Michel Temer, foi publicada nesta quarta-feira (30) no Diário Oficial da União (DOU). Veja abaixo ou clique aqui.

Ao comentar a notícia, Jonatan Pereira Barbosa, presidente da Acrissul (Associação dos Criadores de Mato Grosso do Sul), afirmou que a medida era necessária e que agora o produtor rural com passivo junto ao Funrural poderá refazer suas contabilidades antes de assumir qualquer compromisso ou parcelamento. "De qualquer forma a Acrissul continua vigilante na defesa dos direitos do produtor rural, e vamos manter nossa luta para derrubar o débito compreendido entre a decretação da inconstitucionalidade do Funrural (em 2010) e o novo entendimento o Supremo Tribunal Federal (em 2017), que reativou a cobrança do tributo", analisou o ruralista.

Para a presidente da FPA, deputada Tereza Cristina (DEM-MS), a prorrogação é mais uma vitória do setor produtivo para garantir que o produtor em dívida regularize sua situação com mais segurança jurídica. “No PRR, produtores rurais contam com condições especiais de pagamento, além da redução de juros, multas e demais encargos da dívida”, afirma a presidente.

Dentre os principais itens garantidos na Lei 13.606/2018, que instituiu o PRR, estão a redução em 100% das multas e encargos legais; a cobrança em cascata, quando o produtor paga o imposto em várias etapas da cadeia; e a redução da alíquota de 2,5% para 1,7% aos produtores rurais Pessoa Jurídica. “Foi uma redução de 40% na alíquota de contribuição assegurada aos produtores rurais”, ressaltou a deputada Tereza Cristina.

Histórico

O Programa de Regularização Tributária Rural (PRR), o chamado Refis Rural, foi criado em meio a um impasse judicial quanto à legalidade da cobrança do Funrural. A contribuição foi considerada inconstitucional em 2011 pelo Supremo Tribunal Federal (STF), mas a mesma Corte voltou atrás em março de 2017 e declarou a cobrança constitucional. Desde então, muitos produtores rurais deixaram de pagar a contribuição previdenciária respaldados pela decisão do Supremo.

Em 23 de maio deste ano, por 7 votos a 3, o Supremo Tribunal Federal (STF) reafirmou, em novo julgamento, a constitucionalidade da contribuição ao Funrural. Desta forma, o passivo do Fundo continua a existir, bem como o recolhimento da cobrança previdenciária. A decisão da Suprema Corte era um dos itens que ainda trazia insegurança jurídica aos produtores rurais.

Para descrever de forma detalhada a situação pela qual os produtores rurais se encontram desde o início do ano passado, a FPA produziu uma linha do tempo com as principais ações referentes ao Funrural. Confira abaixo!

 


Fonte: FPA | Frente Parlamentar da Agropecuária
Voltar Imprimir
Deixar um comentário
Nome
Comentário
 

Notícias recentes

MS deve colher cerca de 9 milhões de toneladas de soja, com retração devido à estiagem 18 de janeiro de 2019  Mato Grosso do Sul deve colher cerca de 9 milhões de toneladas de soja nessa safra, segundo dados do SIGA-MS (Sistema de Informação Geográfi...
Abimaq pede aporte de R$ 3 bilhões no orçamento do Moderfrota 18 de janeiro de 2019 A Associação Brasileira da Indústria de Máquinas e Equipamentos solicitou ao governo aporte de R$ 3 bilhões no orçamento do Moderfrota, principa...
Práticas de manejo adequadas podem resultar em lavouras alta performance 18 de janeiro de 2019 A alta produtividade da soja e a incansável busca pelos 100 sacos por hectare é um dos desejos de grande parte dos sojicultores. Para alcançar resu...
INTL FCStone mantém previsão de moagem no Centro-Sul e reduz produção de etanol 18 de janeiro de 2019 A INTL FCStone manteve nesta quinta-feira (17/1), na segunda estimativa para safra 2019/2020 de cana-de-açúcar no Centro-Sul do Brasil, a previsão ...
Cotação do boi gordo estável em São Paulo e frouxa em Mato Grosso do Sul 18 de janeiro de 2019 A melhoria da oferta de boiadas não tem sido suficiente para pressionar de maneira efetiva o mercado, considerando São Paulo como referência. As pr...
Margens do produtor de soja ficarão mais apertadas com a quebra na safra 18 de janeiro de 2019 O clima desfavorável no mês de dezembro deve impedir um novo recorde na produção brasileira de soja e, com os preços em patamares mais baixos, os...
Pesquisas avaliam processos e características da carne maturada a seco 18 de janeiro de 2019 Acompanhando o que existe de novo no cenário externo e interno, pesquisadores da Embrapa Pecuária Sudeste estão iniciando estudos com a carne matur...