Notícias

Comissão de Silvicultura da CNA debate temas relevantes do setor florestal

17 de maio de 2018

Os representantes da Comissão Nacional de Silvicultura e Agrossilvicultura da Confederação da Agricultura e Pecuária do Brasil (CNA) se reuniram nesta terça (16) para discutir as ações dos próximos meses. O Plano Nacional de Recuperação de Vegetação Nativa (Planaveg) foi um dos temas tratados. De acordo com o presidente da Comissão, Walter Rezende, a proposta é buscar maior representatividade junto à gestão do Plano para que as responsabilidades sejam compartilhadas e não fiquem apenas nas mãos dos produtores rurais.

“Nós precisamos estar próximos da Comissão Nacional para Recuperação da Vegetação Nativa (Conaveg), para que o setor produtivo seja representado. O Plano estabelece muitas responsabilidades e nós não podemos deixar que todas elas sejam atribuídas aos produtores rurais”, disse Walter. O núcleo de execução da borracha natural também foi assunto de discussão da reunião. O assessor técnico da CNA, Maciel Silva, afirmou que a ideia é criar uma agenda estratégica para aumentar a competividade da cadeia produtiva da borracha.
 
“Nós entendemos que o setor passa por dificuldades e precisa da união dos elos da cadeia produtiva, da assistência técnica e do governo para que as ações sejam propostas. Com esse objetivo, o Núcleo de Execução foi criado”. Por fim, a Comissão debateu a produção de energia a partir da biomassa florestal e a comercialização dessa energia por meio dos leilões públicos. Os principais entraves enfrentados para participação da biomassa nos leilões e a proposição de ações a serem executadas para solucioná-los foram apresentados.
 
“Com um forte empenho da CNA, a biomassa florestal foi incluída entre as fontes de energia do Plano de Decenal de Expansão de Energia (PDE). No entanto, a biomassa tem enfrentado dificuldades para concorrer com outras fontes de energia nos leilões e foi com foco na solução dessas dificuldades que nos reunimos novamente”, concluiu Maciel.

Fonte: CNA
Voltar Imprimir
Deixar um comentário
Nome
Comentário
 

Notícias recentes

Fenômeno El Niño pode retornar no fim deste ano 17 de julho de 2018 O El Niño, fenômeno caracterizado pelo aquecimento das águas do Oceano Pacífico Equatorial, tem grandes chances de se firmar até dezembro de 2018...
Oferta restrita de boiadas e lentidão no escoamento de carne travam mercado do boi 17 de julho de 2018 A associação entre oferta restrita de boiadas e demanda patinando mantém o mercado travado. Vale lembrar que apesar do lento escoamento de carne bo...
Greve dos caminhoneiros e Rússia derrubam exportação de suínos do Brasil 17 de julho de 2018 As exportações totais de carne suína, entre produtos in natura e processados, alcançaram 278,3 mil toneladas entre janeiro e junho deste ano. O n...
Exportação de gado em pé em alta em relação a 2017 17 de julho de 2018 Em meio a discussões sobre a proibição da atividade em São Paulo, a exportação de gado em pé se mantém em alta em 2018. Segundo dados do Minis...
Mercado de reposição de bovinos começa a ganhar ritmo em todo o País 17 de julho de 2018 A especulação ganhou força no mercado de reposição e, aos poucos, o volume de negócios concretizados aumenta no mercado de reposição. A firmez...
Vice-presidente do Sistema Famasul destaca potencial da fronteira na Expobel 2018 17 de julho de 2018 O vice-presidente do Sistema Famasul – Federação da Agricultura e Pecuária de MS, Nilton Pickler, participou da abertura da  47ª Ex...
Tempo seco favorece a colheita do milho no Brasil central 17 de julho de 2018 Há pouca variação de nebulosidade na maior parte do país, porque uma massa de ar seco ainda segue atuando. As instabilidades continuam somente nas...


Foto: Divulgação