Notícias

Abate de bovinos cresce 1,4% no 1º trimestre, na comparação anual

10 de maio de 2018

O Brasil teve 7,5 milhões de cabeças de bovinos abatidas sob algum tipo de serviço de inspeção sanitária no primeiro trimestre do ano. O volume foi 1,4% maior que o registrado em igual trimestre de 2017 e indica queda de 6,9% em relação ao trimestre imediatamente anterior.

Os dados são das Pesquisas Trimestrais do Abate de Animais, divulgadas nesta quarta-feira, 9, pelo Instituto Brasileiro de Geografia e Estatística (IBGE).

De acordo com o instituto, a produção de 1,83 milhões de toneladas de carcaças bovinas no 1º trimestre de 2018 recuou 10% em relação ao 4º trimestre de 2017 e subiu 1,8% quando comparada ao desempenho registrado no 1º trimestre de 2017. 
 
Suínos
 
O Brasil registrou em abate de 10,53 milhões de cabeças de suínos no primeiro trimestre do ano, queda de 4,7% em relação ao trimestre imediatamente anterior, disse o IBGE. Entretanto, na comparação com o mesmo trimestre de 2017, houve alta de 0,5%.
 
O peso acumulado das carcaças alcançou 938,96 mil toneladas, no 1º trimestre de 2018, representando queda de 4,7% em relação ao trimestre imediatamente anterior e aumento de 4,3% em relação ao mesmo período de 2017.
 
Couro
 
Os curtumes brasileiros receberam 8,46 milhões de peças inteiras de couro cru de bovino no primeiro trimestre deste ano, 3,3% a menos do que o registrado no trimestre imediatamente anterior. Na comparação com igual período do ano passado, a alta foi de 1,4%. Os dados também são do IBGE. O levantamento inclui apenas os estabelecimentos que efetuam curtimento de pelo menos 5.000 unidades inteiras de couro cru bovino por ano.
 
A partir desta quarta, o IBGE passa a divulgar os primeiros resultados das pesquisas trimestrais da pecuária, possibilitando acesso mais rápido às informações da conjuntura agropecuária. Esses resultados são preliminares e somente para Brasil, sem desagregações por unidades da federação. Os primeiros resultados estarão disponíveis cerca de um mês antes da divulgação definitiva, e podem sofrer alterações nas divulgações seguintes.

Fonte: Revista Globo Rural
Voltar Imprimir
Deixar um comentário
Nome
Comentário
 

Notícias recentes

Decisão judicial assegura atividades da Expogrande 2019 22 de fevereiro de 2019 Decisão proferida no dia 21 de fevereiro último pelo juiz José Henrique Neiva de Carvalho e Silva, da 1ª Vara de Direitos Difusos, Coletivos e...
Sexta-feira ainda com céu nublado e chance de chuva para Mato Grosso do Sul 22 de fevereiro de 2019 A sexta-feira (22.02) não deve apresentar grandes mudanças no tempo em Mato Grosso do Sul. O céu continua parcialmente nublado com pancadas de chuv...
Investimentos do Plano Agrícola e Pecuário têm crédito adicional de R$ 791 milhões 22 de fevereiro de 2019 Os produtores rurais terão mais R$ 791 milhões para seus investimentos no Plano Agrícola e Pecuário 2018/19, com a autorização de remanejamento ...
Oferta reduzida dificulta compra dos frigoríficos 22 de fevereiro de 2019 O cenário na maioria das regiões é de mercado travado, com equilíbrio entre oferta restrita e lento escoamento. No fechamento da última quarta-fe...
Ministra afirma que questão do leite em pó está superada 22 de fevereiro de 2019 A ministra da Agricultura, Pecuária e Abastecimento, Tereza Cristina, afirmou nesta quinta-feira (21) que a questão da taxa de importação do leite...
Carne bovina: queda nos preços no atacado na primeira quinzena 22 de fevereiro de 2019 Desde o final de dezembro do ano passado, a carne no atacado ficou 7,3% mais barata, na média de todos os cortes. Esse comportamento foi puxado pelos...
Ministra: “Temos de evoluir em nossos sistemas de fiscalização e controle” 22 de fevereiro de 2019 A ministra da Agricultura, Pecuária e Abastecimento, Tereza Cristina, defendeu nesta quinta-feira (21) a adoção de procedimentos de fiscalização ...


Foto: Arquivo