Notícias

Abate de bovinos cresce 1,4% no 1º trimestre, na comparação anual

10 de maio de 2018

O Brasil teve 7,5 milhões de cabeças de bovinos abatidas sob algum tipo de serviço de inspeção sanitária no primeiro trimestre do ano. O volume foi 1,4% maior que o registrado em igual trimestre de 2017 e indica queda de 6,9% em relação ao trimestre imediatamente anterior.

Os dados são das Pesquisas Trimestrais do Abate de Animais, divulgadas nesta quarta-feira, 9, pelo Instituto Brasileiro de Geografia e Estatística (IBGE).

De acordo com o instituto, a produção de 1,83 milhões de toneladas de carcaças bovinas no 1º trimestre de 2018 recuou 10% em relação ao 4º trimestre de 2017 e subiu 1,8% quando comparada ao desempenho registrado no 1º trimestre de 2017. 
 
Suínos
 
O Brasil registrou em abate de 10,53 milhões de cabeças de suínos no primeiro trimestre do ano, queda de 4,7% em relação ao trimestre imediatamente anterior, disse o IBGE. Entretanto, na comparação com o mesmo trimestre de 2017, houve alta de 0,5%.
 
O peso acumulado das carcaças alcançou 938,96 mil toneladas, no 1º trimestre de 2018, representando queda de 4,7% em relação ao trimestre imediatamente anterior e aumento de 4,3% em relação ao mesmo período de 2017.
 
Couro
 
Os curtumes brasileiros receberam 8,46 milhões de peças inteiras de couro cru de bovino no primeiro trimestre deste ano, 3,3% a menos do que o registrado no trimestre imediatamente anterior. Na comparação com igual período do ano passado, a alta foi de 1,4%. Os dados também são do IBGE. O levantamento inclui apenas os estabelecimentos que efetuam curtimento de pelo menos 5.000 unidades inteiras de couro cru bovino por ano.
 
A partir desta quarta, o IBGE passa a divulgar os primeiros resultados das pesquisas trimestrais da pecuária, possibilitando acesso mais rápido às informações da conjuntura agropecuária. Esses resultados são preliminares e somente para Brasil, sem desagregações por unidades da federação. Os primeiros resultados estarão disponíveis cerca de um mês antes da divulgação definitiva, e podem sofrer alterações nas divulgações seguintes.

Fonte: Revista Globo Rural
Voltar Imprimir
Deixar um comentário
Nome
Comentário
 

Notícias recentes

Caminhos do Produtor chama sociedade para movimento de caminhoneiros 25 de maio de 2018 O Programa Caminhos do Produtor, que vai ao ar hoje a partir das 22 horas pelo Canal 181 da NET aborda, entre outros assuntos, os reflexos do moviment...
"Não cabe ao Congresso definir preço de combustíveis", diz Eunício 25 de maio de 2018 O presidente do Senado, Eunício Oliveira, disse nesta sexta-feira (25) que não cabe ao Congresso definir preço de combustíveis. Evitando se posici...
Mesmo após acordo, caminhoneiros mantêm 37 pontos de interdição em MS 25 de maio de 2018 Mesmo após acordo com o governo federal, anunciado na noite de ontem (25), os caminhoneiros mantêm 37 pontos de interdição em rodovias federais de...
Na internet, caminhoneiros negam acordo com o governo 25 de maio de 2018 As propostas anunciadas pelo governo federal para tentar conter a manifestação dos caminhoneiros não foi recebida por unanimidade pela categoria. E...
Alta do petróleo encarece exportação de carne 25 de maio de 2018 A alta de preços do petróleo e o aumento de embarques para o Extremo Oriente, principalmente após o embargo russo às proteínas bovina e suína do...
Greve dos caminhoneiros dificulta logística do mercado do boi gordo 25 de maio de 2018 Com as dificuldades de logística, em geral, não há referência no mercado do boi gordo e as escalas pararam de avançar. A última alta do preço d...
ABPA: cadeia de aves e suínos está com 120 plantas frigoríficas paradas 25 de maio de 2018 A Associação Brasileira de Proteína Animal (ABPA) alerta para o descumprimento de uma promessa feita pelas lideranças dos caminhoneiros, na quarta...


Foto: Arquivo