Notícias

Só contrabando justifica arroba do boi no Paraguai ser mais valorizada que em MS

09 de maio de 2018
A Acrissul (Associação dos Criadores de Mato Grosso do Sul), através de seu presidente Jonatan Pereira Barbosa, está empenhada em elucidar um mistério e buscar uma justificativa plausível para o fato de que enquanto a arroba do boi gordo em Mato Grosso do Sul está variando entre R$ 130,00 e R$ 132,00, no Paraguai a arroba do boi está no patamar dos R$ 165,00. Para Jonatan, a única justificativa é que animais comprados em MS estão sendo abatidos e contrabandeados para o País vizinho.
 
Segundo o presidente da Acrissul, que está acompanhando pesquisas feitas pela Iagro e pela Semagro MS, já houve a interdição de um frigorífico em Concepción, no lado paraguaio. E as suspeitas recaem sobre uma outra planta em Pedro Juan Caballero (Paraguai), que inclusive estaria sendo vendida para um grupo brasileiro. 
 
"Existem 23 mil arrobas andando em carretas sem documento por estradas sul-mato-grossenses prontas para desembarcar em Pedro Juan Caballero e de lá a carne é vendida para outras localidades dentro do Paraguai. E a R$ 165,00 a arroba", levanta Jonatan.
 
A movimentação já começa inclusive a incomodar também o vizinho Estado do Mato Grosso, hoje detentor do maior rebanho bovino de corte do Brasil. Por aqui a Acrissul vai continuar vigilante e empenhada em recuperar o mercado sul-mato-grossense, que vem sofrendo desde o ano passado com uma sequência de fatores adversos, como a Operação Carne Fraca, a volta do Funrural e os escândalos envolvendo a delação premiada dos Irmãos Batista, donos do Grupo JBS, que inclusive opera no Paraguai.
 
Jonatan Barbosa lembra que Mato Grosso do Sul é considerado o Estado com a melhor carne bovina do Brasil, resultado de décadas de investimentos dos produtores em manejo nutricional e sanitário, em recuperação de pastagens, em melhoramento genético e em boas práticas agropecuárias, o que capacitou o setor a produzir uma carne que é exportada para o mundo todo, atendendo aos mais exigentes mercados.

Fonte: Acrissul
Voltar Imprimir
Deixar um comentário
Nome
Comentário
 

Notícias recentes

Decisão judicial assegura atividades da Expogrande 2019 22 de fevereiro de 2019 Decisão proferida no dia 21 de fevereiro último pelo juiz José Henrique Neiva de Carvalho e Silva, da 1ª Vara de Direitos Difusos, Coletivos e...
Sexta-feira ainda com céu nublado e chance de chuva para Mato Grosso do Sul 22 de fevereiro de 2019 A sexta-feira (22.02) não deve apresentar grandes mudanças no tempo em Mato Grosso do Sul. O céu continua parcialmente nublado com pancadas de chuv...
Investimentos do Plano Agrícola e Pecuário têm crédito adicional de R$ 791 milhões 22 de fevereiro de 2019 Os produtores rurais terão mais R$ 791 milhões para seus investimentos no Plano Agrícola e Pecuário 2018/19, com a autorização de remanejamento ...
Oferta reduzida dificulta compra dos frigoríficos 22 de fevereiro de 2019 O cenário na maioria das regiões é de mercado travado, com equilíbrio entre oferta restrita e lento escoamento. No fechamento da última quarta-fe...
Ministra afirma que questão do leite em pó está superada 22 de fevereiro de 2019 A ministra da Agricultura, Pecuária e Abastecimento, Tereza Cristina, afirmou nesta quinta-feira (21) que a questão da taxa de importação do leite...
Carne bovina: queda nos preços no atacado na primeira quinzena 22 de fevereiro de 2019 Desde o final de dezembro do ano passado, a carne no atacado ficou 7,3% mais barata, na média de todos os cortes. Esse comportamento foi puxado pelos...
Ministra: “Temos de evoluir em nossos sistemas de fiscalização e controle” 22 de fevereiro de 2019 A ministra da Agricultura, Pecuária e Abastecimento, Tereza Cristina, defendeu nesta quinta-feira (21) a adoção de procedimentos de fiscalização ...