Notícias

Só contrabando justifica arroba do boi no Paraguai ser mais valorizada que em MS

09 de maio de 2018
A Acrissul (Associação dos Criadores de Mato Grosso do Sul), através de seu presidente Jonatan Pereira Barbosa, está empenhada em elucidar um mistério e buscar uma justificativa plausível para o fato de que enquanto a arroba do boi gordo em Mato Grosso do Sul está variando entre R$ 130,00 e R$ 132,00, no Paraguai a arroba do boi está no patamar dos R$ 165,00. Para Jonatan, a única justificativa é que animais comprados em MS estão sendo abatidos e contrabandeados para o País vizinho.
 
Segundo o presidente da Acrissul, que está acompanhando pesquisas feitas pela Iagro e pela Semagro MS, já houve a interdição de um frigorífico em Concepción, no lado paraguaio. E as suspeitas recaem sobre uma outra planta em Pedro Juan Caballero (Paraguai), que inclusive estaria sendo vendida para um grupo brasileiro. 
 
"Existem 23 mil arrobas andando em carretas sem documento por estradas sul-mato-grossenses prontas para desembarcar em Pedro Juan Caballero e de lá a carne é vendida para outras localidades dentro do Paraguai. E a R$ 165,00 a arroba", levanta Jonatan.
 
A movimentação já começa inclusive a incomodar também o vizinho Estado do Mato Grosso, hoje detentor do maior rebanho bovino de corte do Brasil. Por aqui a Acrissul vai continuar vigilante e empenhada em recuperar o mercado sul-mato-grossense, que vem sofrendo desde o ano passado com uma sequência de fatores adversos, como a Operação Carne Fraca, a volta do Funrural e os escândalos envolvendo a delação premiada dos Irmãos Batista, donos do Grupo JBS, que inclusive opera no Paraguai.
 
Jonatan Barbosa lembra que Mato Grosso do Sul é considerado o Estado com a melhor carne bovina do Brasil, resultado de décadas de investimentos dos produtores em manejo nutricional e sanitário, em recuperação de pastagens, em melhoramento genético e em boas práticas agropecuárias, o que capacitou o setor a produzir uma carne que é exportada para o mundo todo, atendendo aos mais exigentes mercados.

Fonte: Acrissul
Voltar Imprimir
Deixar um comentário
Nome
Comentário
 

Notícias recentes

Encontro Técnico do Leite: evento será realizado no dia 31 de agosto, durante a Expo MS 20 de julho de 2018 O Senar/MS – Serviço Nacional de Aprendizagem Rural realizará, no dia 31 de agosto, a 21ª edição do Encontro Técnico do Leite. O event...
Fazenda define regras para ressarcir bancos por descontos em dívida rural 20 de julho de 2018  O Ministério da Fazenda definiu as condições para que a Secretaria do Tesouro Nacional (STN) faça o ressarcimento de instituições financei...
Morre o reprodutor Nelore Macuni do Salto 20 de julho de 2018 A Alta Genetics comunica o falecimento do touro Macuni do Salto aos 15 anos de idade. Vindo do criatório Nelore da Nana, propriedade de Ana Luiza Con...
Demanda chinesa para importação deve sustentar preços do algodão em 2019 20 de julho de 2018  O ressurgimento da demanda chinesa para importação de algodão será o principal fator de suporte para os preços da pluma em 2019, avalia a B...
Médias sinalizam aquecimento de mercado pecuário no semestre 20 de julho de 2018 O mercado para a pecuária no país no segundo semestre deve ter venda em alta com preços remuneratórios e médias satisfatórias para os vendedores...
Demanda fraca segue ditando o ritmo do mercado de frango 20 de julho de 2018  O mercado de frango está sem fôlego. Nas granjas paulistas, a ave terminada tem sido negociada, em média, em R$3,00/kg, estabilidade frente ...
Produtos florestais superam carnes nas exportações do agro 20 de julho de 2018 Os produtos florestais, como papel, painéis de madeira e celulose, ganharam espaço na pauta de exportações do agronegócio do Brasil no primeiro s...