Notícias

Mapa quer ampliar mercado de carnes em Cingapura

09 de fevereiro de 2018

O Secretário-executivo do Ministério da Agricultura, Pecuária e Abastecimento (MAPA), Eumar Novacki, reuniu-se nesta sexta-feira (9) com o ministro da Agricultura de Cingapura, Lim Kok Thai, e representantes da Autoridade Agroalimentícia de Cingapura (AVA) para pedir rapidez na habilitação de plantas frigoríficas brasileiras e atestar a qualidade das carnes exportadas pelo Brasil. 

A atratividade de Cingapura reside no fato de a cidade-estado não ter produção agrícola relevante e possuir um Produto Interno Bruto (PIB) de US$ 300 bilhões (2016) para uma população de 5,6 milhões de habitantes e pelas facilidades para o comércio que a desenvolvida infraestrutura portuária e aeroportuária do país proporciona. Apenas 3% da importação agropecuária de Cingapura é de produtos brasileiros. Os principais itens importados são carnes in natura, de frango, suína e bovina. Daí, a importância de acelerar a liberação de plantas frigoríficas brasileiras.

Na reunião realizada no Ministério da Agricultura de Cingapura, Novacki reforçou que o governo brasileiro tem interesse em atrair mais investimentos para o agronegócio nacional e apresentou vantagens do ambiente de negócios no país. “Temos uma lei ambiental das mais modernas do mundo, preservamos 66% da vegetação nativa do país e incentivamos as empresas a trabalharem nos mais altos padrões de sustentabilidade, com cultura ética, responsabilidade social e ambiental. Portanto, o Brasil produz alimentos de qualidade com preservação ao meio ambiente e queremos ser reconhecidos por isso”.

Novacki destacou também mudanças na inspeção sanitária, depois da Operação Carne Fraca da Polícia Federal. Ele explicou que a operação foi para coibir desvios de conduta de fiscais e que não questionou, em nenhum momento, a qualidade das carnes brasileiras. Segundo ele, a crise serviu para o Mapa tornar mais rígidos os protocolos de exportação. “Atualizamos o nosso regulamento de inspeção sanitária, trazendo regras mais modernas, de acordo com novas tecnologias, tornando o processo mais transparente. E, em paralelo, lançamos o Programa Agro+Integridade, que trata de ações voltadas para a ética na administração.

A delegação brasileira, que está em missão na Ásia, também manteve reunião com investidores locais na sede da embaixada brasileira. A comitiva é composta por integrantes do Mapa, do executivo nacional, de governos estaduais e de representantes de empresas e entidades ligadas ao agronegócio.

Neste sábado (10), a missão brasileira seguirá para a Indonésia e ainda terá encontros bilaterais agendados na Malásia e Emirados Árabes Unidos, quando manterá reuniões com autoridades governamentais e lideranças empresarias destes países para discutir temas como a promoção comercial, sanidade animal e vegetal, investimentos, infraestrutura, importação e exportação de produtos e segurança alimentar com os representantes daqueles países.


Fonte: Mapa
Voltar Imprimir
Deixar um comentário
Nome
Comentário
 

Notícias recentes

Fazenda define regras para ressarcir bancos por descontos em dívida rural 20 de julho de 2018  O Ministério da Fazenda definiu as condições para que a Secretaria do Tesouro Nacional (STN) faça o ressarcimento de instituições financei...
Morre o reprodutor Nelore Macuni do Salto 20 de julho de 2018 A Alta Genetics comunica o falecimento do touro Macuni do Salto aos 15 anos de idade. Vindo do criatório Nelore da Nana, propriedade de Ana Luiza Con...
Demanda chinesa para importação deve sustentar preços do algodão em 2019 20 de julho de 2018  O ressurgimento da demanda chinesa para importação de algodão será o principal fator de suporte para os preços da pluma em 2019, avalia a B...
Médias sinalizam aquecimento de mercado pecuário no semestre 20 de julho de 2018 O mercado para a pecuária no país no segundo semestre deve ter venda em alta com preços remuneratórios e médias satisfatórias para os vendedores...
Demanda fraca segue ditando o ritmo do mercado de frango 20 de julho de 2018  O mercado de frango está sem fôlego. Nas granjas paulistas, a ave terminada tem sido negociada, em média, em R$3,00/kg, estabilidade frente ...
Produtos florestais superam carnes nas exportações do agro 20 de julho de 2018 Os produtos florestais, como papel, painéis de madeira e celulose, ganharam espaço na pauta de exportações do agronegócio do Brasil no primeiro s...
Experimento mostra vantagem para castrados cirurgicamente e novilhas 20 de julho de 2018 Produzir carne de qualidade a partir de machos cruzados castrados cirurgicamente e novilhas é viável economicamente e mais vantajoso na comparação...