Notícias

Conab revisou para baixo a produção brasileira de milho em 2017/2018

09 de fevereiro de 2018

A Companhia Nacional de Abastecimento (Conab) divulgou no dia 8/2 o quinto levantamento da safra brasileira de grãos 2017/2018.

Houve revisão para baixo da produção de milho no país na temporada atual, tanto na primeira como na segunda safra.

 

Com relação à primeira safra ou safra de verão, a expectativa é de que sejam colhidas 24,74 milhões de toneladas neste ciclo, frente as 25,18 milhões de toneladas estimadas no relatório de janeiro/18.

 

O volume é 18,8% menor que o colhido em 2016/2017. Isto significa 5,72 milhões de toneladas a menos.

 

A área de milho de verão diminuiu 8,9% em 2017/2018 frente à safra passada, enquanto a produtividade média deverá cair 10,8%.

 

Para o milho de segunda safra ou safra de inverno, a Conab estimou 63,26 milhões de toneladas produzidas no país em 2017/2018, frente as 67,17 milhões de toneladas estimadas anteriormente.

 

Em relação a 2016/2017 o volume deverá ser 6,1% menor este ano, equivalente a 4,12 milhões de toneladas a menos na segunda safra.

 

As revisões para baixo com relação às expectativas de área semeada e de produtividade média das lavouras de milho de segunda este ano foram em função do clima menos favorável, principalmente as chuvas em excesso no Brasil Central e no Paraná, que têm atrasado a colheita da safra de verão e, consequentemente, a semeadura do milho de segunda safra.

 

No total o país deverá colher 88,01 milhões de toneladas em 2017/2018, frente as 97,84 milhões de toneladas colhidas em 2016/2017.

 

Por fim, com as revisões para baixo da produção em 2017/2018 e a revisão para cima da demanda interna, estimada em 58,50 milhões de toneladas, frente as 56,16 milhões de toneladas em 2016/2017, os estoques internos foram reduzidos.

 

Estão previstas 18,52 milhões de toneladas ao final de 2017/2018, frente as 23,17 milhões de toneladas estimadas no relatório de janeiro.

 

Lembrando que os estoques de passagem em 2016/2017 foram de 18,61 milhões de toneladas e em 2015/2016 foram de 6,95 milhões de toneladas. 


Fonte: Scot Consultoria
Voltar Imprimir
Deixar um comentário
Nome
Comentário
 

Notícias recentes

Monitoramento ambiental e social de 15 mil pecuaristas garante conformidade da cadeia da carne para 19 de outubro de 2018 O Brasil vigora entre os maiores produtores e exportadores de carne bovina do mundo e seus consumidores estão de olho nesse mercado. A cobrança por ...
Valor da Produção Agropecuária é de R$ 574,25 bilhões 19 de outubro de 2018 O montante obtido para as lavouras e pecuária, com dados de setembro, foi avaliado em R$ 574,25 bilhões, 2,7% abaixo do ano passado, que foi de R$ 5...
Programa busca startups de agro focadas em Internet das Coisas (IoT) 19 de outubro de 2018 Empreendedores que possuem startups de agronegócio e que trabalham com Internet das Coisas (IoT) podem se inscrever no Agro IoT Lab 2018, programa de...
São Paulo tem maior produtividade de carne por animal 19 de outubro de 2018 Ainda que São Paulo não concentre o maior rebanho brasileiro, o Estado registra a produtividade mais elevada do País, seguida por Mato Grosso, o ma...
Preços da arroba do boi gordo cedendo em todas as praças do País 19 de outubro de 2018 Mercado do boi gordo trabalhando com viés de baixa. O aumento da oferta de gado confinado e o dólar perdendo força abrem espaço para que os frigor...
Ação participativa auxilia no cuidado com o solo em Uganda 19 de outubro de 2018 Um grupo de pesquisadores da Embrapa esteve no estado de Mbale, Uganda, por três semanas nos meses de setembro e outubro a fim de compartilhar a ferr...
Embrapa Gado de Leite incentiva ideias inovadoras para cadeia do leite 19 de outubro de 2018 Tem ideias inovadoras para a cadeia do leite? Inscreva-se para o Desafio de Startups, do projeto Ideas For Milk, da Embrapa. Empreendedores, estudante...