Notícias

Brasil deve produzir 110,1 milhões de toneladas de soja

12 de janeiro de 2018

A Consultoria INTL FCStone revisou sua estimativa para a safra 2017/18 de soja de 107,6 para 110,1 milhões de toneladas. A projeção sofreu um importante ajuste de 2,34%, resultado da ampliação em números de produtividade em vários estados do país, enquanto a área plantada foi mantida inalterada. 

 
De acordo com a INTL FCStone, mesmo com os atrasos no plantio, devido à demora da normalização das chuvas, atualmente as condições das lavouras estão muito favoráveis e o clima está contribuindo para a perspectiva positiva. Com isso, a produtividade média esperada ficou em 3,15 toneladas por hectare.
 
“De qualquer maneira, o clima segue sendo acompanhado de perto com as lavouras passando pela fase de enchimento de grão. Em estados onde o plantio ocorre mais tarde, o clima em fevereiro também é determinante”, afirma a Consultoria.
 
Milho
Para a safra de verão de milho, a INTL FCStone não trouxe mudanças em relação aos números de dezembro: “Espera-se uma produção de 23,4 milhões de toneladas, queda de 23% em relação ao ciclo anterior. O clima também está, no geral, favorável. Somente no Rio Grande do Sul, onde as condições estão mais secas, que há alguma preocupação com impactos negativos sobre as lavouras. De qualquer maneira, a produtividade estimada para o estado já está mais baixa que o alcançado no ciclo anterior”.
 
Em sua revisão de janeiro, a INTL FCStone trouxe leve redução da safrinha de milho, que ficou em 63,2 milhões de toneladas: “Esse ajuste decorreu de uma leve queda na área plantada do Paraná. Com os atrasos no plantio da soja, a janela de plantio da safrinha deve ficar mais restrita, com parte da cultura sendo semeada fora do período ideal. Quanto mais tarde a segunda safra é semeada, maior é o risco climático a que ela está sujeita, pois as chuvas vão ficando escassas em grande parte do país. Diante desse cenário, há alguma expectativa de queda de área e além de menores investimentos por parte dos produtores, na tentativa de minimizar potenciais prejuízos. Assim, também se estima uma produtividade menor que a registrada na safrinha do ano passado”.

Fonte: Agrolink
Voltar Imprimir
Deixar um comentário
Nome
Comentário
 

Notícias recentes

Efeitos do final de safra em algumas praças, mas mercado firme em outras 18 de maio de 2018 A pressão de baixa observada no mercado do boi gordo nas últimas semanas tem diminuído de intensidade. Das trinta e duas praças pecuárias pesquis...
Preço do leite longa vida recua na 1ª quinzena de maio, mas queijos estão firmes 18 de maio de 2018 Por outro lado, a demanda está melhor no mercado de queijos, que registraram altas de preços desde meados de março. Com a chegada do frio, a expect...
Rússia pode retomar importação de carne ainda em maio 18 de maio de 2018 A retomada das importações de carnes bovina e suína pela Rússia pode acontecer nas próximas semanas, diz Luís Rangel, secretário de Defesa Agro...
Pressão de baixa no mercado do couro em todo o País 18 de maio de 2018 O preço do couro verde voltou a cair no mercado interno.A baixa procura pelo produto final mantém o mercado pressionado e não deixa espaço para re...
Depois do frango, europeus embargam importações de pescado do Brasil 18 de maio de 2018 Depois de barrar a entrada de frango produzido em 20 frigoríficos brasileiros, a maior parte deles da BRF, por causa de suspeitas de deficiência no ...
Secretaria de Mobilidade atendeu a produtores rurais em todo o País 18 de maio de 2018 No balanço das ações realizadas nos últimos dois anos – 2016 e 2017 – pela Secretaria de Mobilidade Social do Produtor Rural e do Coop...
Queda no poder de compra do suinocultor em relação ao milho 18 de maio de 2018 O mercado não apresentou incremento nas vendas o suficiente para gerar alterações nos preços. Nas granjas de São Paulo, o suíno terminado segue ...