Notícias

Mercado do milho mais frouxo na segunda metade de novembro

06 de dezembro de 2017

Após as valorizações iniciadas em agosto deste ano, o mercado de milho trabalhou em ritmo mais calmo na segunda quinzena de novembro.

Na comparação com outubro último, o volume diário exportado em novembro teve queda de 17,7%, o que, associado à menor movimentação no mercado interno e a boa oferta colaborou com o cenário de preços mais frouxos em São Paulo e Minas Gerais, por exemplo. No Centro-Oeste as cotações estiveram mais firmes.

 

Segundo levantamento da Scot Consultoria, na região de Campinas-SP a saca de 60kg do cereal fechou cotada em R$29,80 (30/11), frente a negócios em até R$32,00 por saca no início do mês. No início de dezembro, a referência estava em R$30,00 por saca.

 

Até o início da colheita da safra de verão ou primeira safra, a expectativa é de mercado firme e altas de preços não estão descartadas.

 

Apesar das recentes quedas no ritmo dos embarques, em função da concorrência crescente com o milho norte-americano, a exportação deverá apresentar bom desempenho até pelo menos o primeiro bimestre de 2018.

 

Cabe destacar, porém, que o grande volume estocado no país deverá conter as valorizações no mercado interno. Outro ponto importante é a menor movimentação no mercado doméstico no final de ano, o que pode dar uma esfriada no cenário.

 

A Conab estimara em 19,20 milhões de toneladas os estoques finais em 2016/2017 e 24,09 milhões de toneladas ao final de 2017/2018. Para uma comparação, em 2015/2016, quando os preços dispararam, os estoques finais eram de 6,95 milhões de toneladas.

 

Para o pecuarista que precisará de milho para os próximos três ou quatro meses (até março/18), mantemos a sugestão de antecipar a compra do cereal, diante da expectativa de alta de preços no mercado interno.

 

Este final de ano e começo de 2018 poderão trazer oportunidades de compras, considerando a menor movimentação.


Fonte: Scot Consultoria
Voltar Imprimir
Deixar um comentário
Nome
Comentário
 

Notícias recentes

Efeitos do final de safra em algumas praças, mas mercado firme em outras 18 de maio de 2018 A pressão de baixa observada no mercado do boi gordo nas últimas semanas tem diminuído de intensidade. Das trinta e duas praças pecuárias pesquis...
Preço do leite longa vida recua na 1ª quinzena de maio, mas queijos estão firmes 18 de maio de 2018 Por outro lado, a demanda está melhor no mercado de queijos, que registraram altas de preços desde meados de março. Com a chegada do frio, a expect...
Rússia pode retomar importação de carne ainda em maio 18 de maio de 2018 A retomada das importações de carnes bovina e suína pela Rússia pode acontecer nas próximas semanas, diz Luís Rangel, secretário de Defesa Agro...
Pressão de baixa no mercado do couro em todo o País 18 de maio de 2018 O preço do couro verde voltou a cair no mercado interno.A baixa procura pelo produto final mantém o mercado pressionado e não deixa espaço para re...
Depois do frango, europeus embargam importações de pescado do Brasil 18 de maio de 2018 Depois de barrar a entrada de frango produzido em 20 frigoríficos brasileiros, a maior parte deles da BRF, por causa de suspeitas de deficiência no ...
Secretaria de Mobilidade atendeu a produtores rurais em todo o País 18 de maio de 2018 No balanço das ações realizadas nos últimos dois anos – 2016 e 2017 – pela Secretaria de Mobilidade Social do Produtor Rural e do Coop...
Queda no poder de compra do suinocultor em relação ao milho 18 de maio de 2018 O mercado não apresentou incremento nas vendas o suficiente para gerar alterações nos preços. Nas granjas de São Paulo, o suíno terminado segue ...