Notícias

Projeto de lei garante mais uma alternativa a produtores rurais com dívidas no Funrural

06 de dezembro de 2017

Preocupados com a insegurança jurídica e falta de alternativas aos produtores rurais, o presidente da Frente Parlamentar da Agropecuária (FPA), Nilson Leitão (PSDB/MT), e o deputados Zé Silva (SD/MG), integrante da FPA, apresentaram na terça-feira (28) o Projeto de Lei 9206/2017, que institui o Programa de Regularização Tributária Rural. A Acrissul, diante da perda dos efeitos da MP 793, dirigiu uma série de expedientes aos parlamentares federais de Mato Grosso do Sul e da Frente Parlamentar Agropecuária, cobrando o encaminhamento de um novo dispositivo para garantir os mesmos benefícios da medida provisória que caducou.

 
A proposta foi aprovada em car√°ter de urg√™ncia no Plen√°rio da C√Ęmara dos Deputados, com 325 votos favor√°veis, na quarta-feira (29) e est√° pautada para vota√ß√£o nesta semana, seguindo para o Senado Federal.
 
O projeto √© uma alternativa √† perda de validade da Medida Provis√≥ria 793/2017, que teve relatoria da deputada Tereza Cristina (Sem Partido/MS), vice-presidente da Frente, vencida no √ļltimo dia 28. Com o mesmo texto do relat√≥rio, o PL teve poucas altera√ß√Ķes, como a inclus√£o da renegocia√ß√£o de d√≠vidas da agricultura familiar junto √† Embrapa, Banco do Nordeste e Banco da Amaz√īnia, Companhia Nacional de Abastecimento (Conab), al√©m de abarcar os microempreendedores (MEI) e Simples Nacional do meio rural, solicitada pela oposi√ß√£o.
 
“A MP e agora o projeto de lei s√£o os √ļnicos instrumentos que n√≥s, parlamentares, temos o poder de deliberar e alcan√ßar resultados contundentes para o setor. Sem eles, n√£o h√° nenhuma garantia prevista em lei no momento. Vamos lutar at√© o √ļltimo dia para proteger o produtor rural”, disse Nilson Leit√£o. J√° Z√© Silva, destacou que “√© um acordo costurado com a oposi√ß√£o, Procuradoria da Fazenda Nacional, Procuradoria Geral da Uni√£o, Procuradoria-Geral da Fazenda Nacional e Secretaria do Desenvolvimento Agr√°rio”.
 
Os benefícios garantidos pelo relatório da deputada Tereza Cristina foram mantidos, como o aumento de 25% para 100% de desconto das multas e encargos sobre as dívidas acumuladas com o Funrural até agosto de 2017 e a redução de 4% para 2,5% da alíquota de entrada, à vista, a ser paga sobre o valor total das dívidas. O prazo de adesão ao Funrural permanece até 28 de dezembro deste ano e a opção de pagamento sobre a folha (INSS) ou sobre a produção, a partir de 2019, para pessoas jurídicas, e a partir de 2018, para pessoas físicas.
 
Em resposta ao discurso de que o relatório beneficia grandes produtores e empresas do setor produtivo, como frigoríficos, a deputada Tereza Cristina foi enfática ao dizer que os envolvidos sempre trabalharam com todas as possibilidades no sentido de garantir o direito de oportunidade para todo o setor e não apenas para alguns.
 
"H√° uma falta de informa√ß√£o cr√īnica a respeito do teor do relat√≥rio, bem como suas regras e benef√≠cios. Ele atende, em sua totalidade, a qualquer produtor e adquirente com d√≠vidas acumuladas do Funrural. A n√£o aprova√ß√£o da MP causar√° um estrago no setor agropecu√°rio inteiro, com risco de insustentabilidade e inviabilidade econ√īmica e de produ√ß√£o, do pequeno ao grande, sem exce√ß√£o, inclusive com perda de cr√©dito frente √†s institui√ß√Ķes financeiras”, esclareceu.
 
Outra resist√™ncia vinda de alguns representantes do pr√≥prio setor √© de que a cobran√ßa √© inconstitucional e eles n√£o devem pagar nada. No entanto, a relatora esclareceu que a decis√£o da constitucionalidade ou n√£o do tributo √© de exclusiva compet√™ncia do Supremo Tribunal Federal (STF). “ O que estamos tentando atingir com a MP n√£o √© se a cobran√ßa √© v√°lida ou n√£o. √Č simplesmente dar alternativa ao produtor com uma d√≠vida retroativa robusta para conseguir pag√°-la com instrumentos de parcelamento, previstos em Lei, caso os d√©bitos sejam mesmo constitucionais. A ades√£o √© opcional”, alertou Tereza Cristina.
 
Histórico
No dia 7 de novembro, o relat√≥rio da deputada Tereza Cristina foi aprovado na comiss√£o mista do Senado Federal que trata da Medida Provis√≥ria 793/2017. Com ajustes no texto, a vota√ß√£o teve 17 votos a favor e 3 contra. Ap√≥s essa tramita√ß√£o, o relat√≥rio seguiu para o plen√°rio da C√Ęmara dos Deputados que, por resist√™ncia de partidos de oposi√ß√£o, n√£o foi votado e adiado por tr√™s vezes.

Fonte: Frente Parlamentar Agropecu√°ria | Acrissul
Voltar Imprimir
Deixar um coment√°rio
Nome
Coment√°rio
 

Notícias recentes

N√ļcleo de Criadores de Girolando MS homenageiam Jonatan Barbosa com trof√©u 14 de dezembro de 2017 O presidente da Acrissul (Associa√ß√£o dos Criadores de Mato Grosso do Sul), Jonatan Pereira Barbosa, recebeu hoje das m√£os de diretores do N√ļcleo d...
Morre Bacana da MN, destaque da bateria Nelore da CRV Lagoa 14 de dezembro de 2017 Mais um grande touro deixa o cenário pecuário em 2017. No dia 9 de dezembro morreu C8288 da MN, também conhecido como Bacana da MN. O reprodutor, q...
Categorias mais eradas movimentam o mercado de reposição de bovinos 14 de dezembro de 2017 Com as pastagens em plena recuperação, os invernistas buscam animais de categorias mais eradas para serem terminados no período das águas, realiza...
Mercado do boi gordo firme; arroba cai em Campo Grande 14 de dezembro de 2017 Com exce√ß√£o das pra√ßas pecu√°rias de Campo Grande-MS, Norte do Tocantins e Sudeste de Rond√īnia, onde a cota√ß√£o da arroba do boi gordo caiu na √ļ...
Ministro diz que Brasil est√° perto de retomar envio de carne in natura aos EUA 14 de dezembro de 2017 O Brasil est√° "muito pr√≥ximo" de retomar as exporta√ß√Ķes de carne bovina in natura para os Estados Unidos, o que deve ocorrer no in√≠cio ...
Opera√ß√£o Carne Fraca derrubou exporta√ß√£o de carnes su√≠na e de frango em 2017 14 de dezembro de 2017 Associa√ß√£o Brasileira de Prote√≠na Animal (ABPA) estimou que o pa√≠s, que responde por cerca de 40% das exporta√ß√Ķes globais de frango, poderia ter...
Agropecu√°ria tem melhor saldo de empregos em MS no acumulado de dez meses de 2017 14 de dezembro de 2017 A agropecu√°ria foi o setor da economia de Mato Grosso do Sul que obteve o melhor saldo de empregos, a diferen√ßa entre contrata√ß√Ķes e demiss√Ķes co...


Foto: FPA
Tereza Cristina (MS) e presidente da FPA, Nilson Leit√£o