Notícias

Novilho MS: 227 mil bovinos já receberam incentivos fiscais do programa em 2017

01 de dezembro de 2017

 A equipe da Semagro (Secretaria de Meio Ambiente, Desenvolvimento Econômico, Produção e Agricultura Familiar) responsável pelo Programa de incentivo a produção de bovinos precoces em Mato Grosso do Sul, o ‘Precoce MS’, tem realizado um trabalho permanente para inserção de novos produtores, frigoríficos, empresas independentes de classificação e profissionais responsáveis para participação no programa. Nesta quarta-feira, dia 29 técnicos estão em Três lagoas realizando vistorias para adesão de mais uma indústria frigorífica.

 
Conforme o ultimo relatório da Secretaria, estão habilitados para atender os produtores através do Programa, 449 profissionais, que passaram pelo treinamento em uma das 19 edições realizadas e que atendem atualmente 816 propriedades participantes.
 
No sistema, constam em processo de cadastro, 59 propriedades rurais, autorizadas a abater animais precoces pelo Programa em 8 frigoríficos credenciadas no Estado, nos municípios de Naviraí, Nova Andradina, Cassilândia, Bataguassu, Aparecida do Taboado, Rochedo, e Campo Grande, onde estão credenciadas duas unidades.
Outros seis frigoríficos nos municípios de Três Lagoas, Amambai, Nova Andradina, Santa Rita do Pardo, Iguatemi e Paranaíba encontram-se em processo de credenciamento junto a Secretaria.
 
Três empresas de classificação e tipificação de carcaças bovinas estão credenciadas, após participação em cursos oferecidos pela Secretaria em parceria com o Ministério da Agricultura e Abastecimento (MAPA) .
 
Desde a reformulação do Programa, no inicio do ano, quando a expectativa era abater até o dezembro oitenta mil animais, o programa que superou a meta ainda no primeiro trimestre em funcionamento, já abateu mais de 267 mil animais, e pagou incentivos por 85% deles, ou seja, 227 mil animais precoces.
 
Os recursos arrecadados com a taxa de coordenação recolhida pelo Iagro (Agência Estadual de Defesa Sanitária Animal e Vegetal) no momento do abate permitiu a agência realizar obras de reforma em diversas unidades de atendimento no interior do Estado, conforme relatório apresentado recentemente ao Secretário Jaime Verruck.
 
Conforme Jaime, outros programas governamentais, como o de incentivo a produção de suínos, devem ser reformulados com o mesmo escopo do ‘Precoce MS’, e nos mesmos moldes, com a organização de grupos de trabalho formado por representantes de todos os elos da cadeia produtiva participando ativamente de todas as fases até a implantação. “Mato Grosso do Sul tem hoje uma política publica eficiente e transparente para a cadeia produtiva da carne e que serve de modelo para o País” completou.
 
Clique AQUI Para conhecer mais sobre o programa e acompanhar as próximas edições dos cursos. 

Fonte: Kelly Venturini | Semagro MS
Voltar Imprimir
Deixar um comentário
Nome
Comentário
 

Notícias recentes

Cheia do Aquidauana já se equipara à de 2011, maior registrada; Miranda também pode transbordar 23 de fevereiro de 2018 O rio Aquidauana amanheceu com volume de água superior a 10 metros acima do nível e já não é possível mensurar porque a régua está submersa. A...
Governo do Estado repassa R$ 90 mil à Fundapam para realização da Dinapec 23 de fevereiro de 2018 O Governo do Estado, por meio da Semagro (Secretaria de Meio Ambiente, Desenvolvimento Econômico, Produção e Agricultura Familiar), repassou R$ 90 ...
EUA estimam 90 milhões de acres tanto para soja quanto para milho em 2018/2019 23 de fevereiro de 2018 Departamento de Agricultura dos Estados Unidos (USDA) divulgou nesta quinta-feira (22/2), suas estimativas para o plantio da safra 2018/2019 do país....
Safra de soja na Argentina sofre corte de 5 milhões de toneladas 23 de fevereiro de 2018 A Bolsa de Comércio de Rosario (BCR) reduziu em 5,5 milhões de toneladas a sua previsão de produção de soja da Argentina em 2017/2018 para 46,5 m...
Produção brasileira de carne bovina crescerá 5% em 2018, diz Rabobank 23 de fevereiro de 2018 Impulsionada pela maior oferta de vacas que serão destinadas ao abate, a produção brasileira de carne bovina deverá crescer 5% em 2018, de acordo ...
Índia deve se tornar principal exportador de carne bovina 23 de fevereiro de 2018 As principais mudanças no poder dos países exportadores no setor de carne e gado na última década foram identificadas na nova análise estatístic...
Licenciamento Ambiental de Bovinocultura no Estado de São Paulo 23 de fevereiro de 2018 O número de animais confinados aumentou no Brasil. Isto é justificado pelo aumento do preço das terras e a competição com outras culturas agríco...


Foto: Kelly Venturini
No sistema, constam em processo de cadastro, 59 propriedades rurais, autorizadas a abater animais precoces pelo Programa em 8 frigoríficos credenciada