Notícias

MS desponta em tecnologia de baixa emissão de carbono que será mostrada na Alemanha

14 de novembro de 2017

O avanço da adoção de sistemas de integração lavoura-pecuária-floresta (ILPF) no país será ressaltado pela comitiva brasileira que participa da Conferência das Nações Unidas sobre Mudança do Clima, a COP 23. O evento teve início na última segunda-feira e irá até o dia 17 em Bonn, na Alemanha.

A ILPF é uma das tecnologias que fazem parte do Plano de Agricultura de Baixo Carbono (Plano ABC). De acordo com pesquisa encomendada pela Rede de Fomento ILPF e realizada pelo Kleffmann Group na safra 2015/2016, o Brasil conta hoje com 11.468.124 hectares com sistemas integrados de produção agropecuária (clique aqui para fazer o download do arquivo).

O número, em crescimento, é dez vezes maior do que a área ocupada pela tecnologia em 2005. Desse total, Mato Grosso do Sul lidera o ranking nacional em áreas com ILPF, com 2.085.518 hectares, seguido pelo Mato Grosso, com 1.501.016 hectares, Rio Grande do Sul (1.457.900 ha); Minas Gerais (1.046.878 ha) e Goiás e DF (943.934 ha).

“A adoção da ILPF é hoje predominante em Mato Grosso do Sul e estratégica para a política de desenvolvimento sustentável do governo do Estado, que é promovida no âmbito da Semagro e órgãos vinculados. Nossa estratégia é a disseminação desse modelo de integração, seja ele lavoura e pecuária, pecuária e floresta, lavoura e floresta. A apresentação da ILPF na COP 23, como tecnologia de baixo carbono só reforça que estamos no caminho correto”, comentou o secretário de Meio Ambiente, Desenvolvimento Econômico, Produção e Agricultura Familiar, Jaime Verruck.

Segundo a pesquisa encomendada da Rede de Fomento ILPF, o Brasil já cumpriu há três anos a meta estipulada pelo Plano ABC em 2009, que era de aumentar em 4 milhões de hectares a área com ILPF até 2020. Com o Acordo de Paris sobre Mudança do Clima, ratificado pelo governo brasileiro em 2016, entretanto, mais 5 milhões de hectares foram acrescentados à meta, com previsão de ser atingida até 2030.

Tecnologia sustentável

A ILPF é uma estratégia de produção que integra diferentes sistemas produtivos, agrícolas, pecuários e florestais dentro de uma mesma área. Podendo ocorrer com cultivo consorciado, rotacionado ou em sucessão, de forma que haja interação benéfica entre os componentes. Pode ocorrer com os três componentes (ILPF), ou com as combinações de dois a dois (ILP, ILF, IPF).

Entre as vantagens desse sistema produtivo estão a intensificação sustentável do uso da terra, a diversificação da produção, a geração de emprego e renda, a conservação do solo, o melhor uso dos recursos naturais e dos insumos, a redução da pressão pela abertura de novas áreas, o bem estar animal e também a mitigação das emissões de gases causadores do efeito estufa.


Fonte: Marcelo Armôa | Semagro MS
Voltar Imprimir
Deixar um comentário
Nome
Comentário
 

Notícias recentes

Queda no mercado atacadista estreita a margem dos frigoríficos 23 de janeiro de 2018 A demanda fraca desde o início do ano se intensificou ao longo da última semana e o reflexo disso foi mais pressão sobre a cotação da arroba do b...
Mapa autoriza redução da dose da vacina contra aftosa 23 de janeiro de 2018 A Instrução Normativa nº 11 do Ministério da Agricultura, Pecuária e Abastecimento (Mapa), publicada no Diário Oficial desta segunda-feira (...
JBS: pecuarista será restituído da diferença de Funrural de janeiro 22 de janeiro de 2018 A JBS informou nesta segunda-feira, 22, que vai restituir pecuaristas que tiveram seus animais abatidos pela empresa no período do primeiro dia útil...
Carne bovina: vendas fracas no varejo e mercado pressionado 22 de janeiro de 2018 A situação é de vendas ruins, embora os movimentos de baixa sejam menos intensos no varejo do que no atacado, como já vinha ocorrendo em 2017.A co...
Frigoríficos testando o mercado 22 de janeiro de 2018 No fechamento da última sexta-feira (19/1) o cenário foi de um viés baixista. Das trinta e duas praças pecuárias pesquisadas pela Scot Consultori...
Com maior oferta, preço do milho recua na maioria das regiões 22 de janeiro de 2018 A maior disponibilidade interna tem pressionado os valores do milho em muitas regiões acompanhadas pelo Cepea nos últimos dias. A queda está atrela...
Segunda-feira poderá ter sol na maior parte de Mato Grosso do Sul 22 de janeiro de 2018 Depois de um longo período de chuvas, o sol deve predominar e deixar o tempo firme na maior parte de Mato Grosso do Sul nesta segunda-feira (22.1), d...