Em MS, apenas 17,8% dos produtores efetuaram o cadastro da área de plantio de soja

10 de novembro de 2017

A Agência Estadual de Defesa Sanitária Animal e Vegetal (Iagro) publicou um alerta para os produtores rurais de Mato Grosso do Sul rurais de Mato Grosso do Sul para a importância do cadastramento de áreas onde será cultivada a soja no Estado, na safra 2017/2018. Até agora, apenas 17,8% dos produtores efetuaram o cadastro.

Segundo o chefe de divisão da Defesa Sanitária Vegetal da Iagro, Filipe Portocarrero, no mesmo período do ano passado já haviam sido cadastrados 510.518 hectares de 3869 produtores, referente à safra 2016/2017. “Nos preocupa muito que os produtores deixem para a última hora e acabem esquecendo. Não é prioridade da Agência multar. O cadastro é fundamental para nos auxiliar com as medidas fitossanitárias de controle da ferrugem asiática no Estado”, lembrou.

Na última safra, a agência recebeu mais de 92% de adesão no cadastramento, índice recorde para esta medida, que é pré-requisito para a implementação das medidas de Defesa Sanitária Vegetal em Mato Grosso do Sul.

Conforme a Aprosoja, expectativa é de que Mato Grosso do Sul tenha uma safra de 2,6 milhões de hectares de soja.

Atualmente o Estado ocupa a 5ª posição no ranking nacional de produção de soja em grão e o 6º lugar em exportação, com participação de 7,6% na produção brasileira de soja neste ano.

  O cadastro, que é obrigatório, deve ser realizado exclusivamente pela internet no site da agência até o dia 10 de janeiro de 2018. O produtor que não o fizer e sofrer fiscalização, e poderá ser autuado em 100 Uferms.

Fonte: Capital News