Notícias

Faturamento da agropecuária de MS deve aumentar R$ 1,254 bilhão em 2017, aponta Mapa

17 de julho de 2017

O faturamento da agropecuária de Mato Grosso do Sul deve aumentar R$ 1,254 bilhão em 2017 frente a 2016, passando de R$ 27,119 bilhões para R$ 28,374 bilhões, o que representa um crescimento percentual de 4,62%. Os dados são levantamento do Valor Bruto de Produção (VBP), divulgados pela secretaria de Política Agrícola (SPA), do Ministério da Agricultura, Pecuária e Abastecimento (Mapa).

O VBP é um indicador de atividade calculado com base nos volumes de produção e preços médios da agricultura e pecuária. O resultado positivo para o estado, de acordo com os dados, pode ser atribuído em grande parte ao desempenho previsto para a cana-de-açúcar, um dos únicos entre os principais produtos agropecuários sul-mato-grossenses que deve registrar incremento de receita na comparação dos dois anos.

O faturamento com a gramínea deve dar um salto este ano em relação ao anterior de 47,47%, passando de R$ 3,691 bilhões para R$ 5,443 bilhões. Com esse desempenho vai tomar do milho, a segunda posição entre os principais produtos agrícolas do estado no que se refere ao VBP.

Para o cereal que deve cair para a terceira posição do ranking estadual, a projeção, em razão dos preços baixos e mesmo com a expectativa de uma safra recorde, é de uma retração no Valor Bruto de Produção de 7,15% na comparação dos ciclos. De acordo com o Mapa, a receita deve recuar de R$ 3,849 bilhões para R$ 3,574 bilhões.

A soja, primeira na listagem da agricultura no VBP do estado, também deve amargar uma perda de faturamento em 2017. Os números do ministério apontam uma retração de 1,19% em relação a 2016, com queda de R$ 8,694 bilhões para R$ 8,590 bilhões.

De acordo com o Mapa, um grupo de 15 produtos da agricultura, no qual se incluem a soja, a cana e o milho, vai representar este ano 66,77% do total do VBP de Mato Grosso do Sul, com R$ 18,947 bilhões de faturamento. Frente ao ano passado, que contabilizou R$ 16,861 bilhões, representa um aumento de 12,36%.

Em contrapartida, a pecuária deve sofrer, na mesma contraposição de informações, um encolhimento de receita de 8,1%, com o valor caindo de R$ 10,257 bilhões para R$ 9,426 bilhões. Das cinco principais atividades desenvolvidas no estado, quatro devem registrar redução no resultado financeiro: bovinocultura, de 7,71%, de R$ 7,634 bilhões para R$ 7,046 bilhões; avicultura de 9,80%, de R$ 1,753 bilhão para R$ 1,581 bilhão; a produção de leite de 24,97%, de R$ 170,004 milhões para R$ 130,569 milhões e a de ovos, 41,92%, de R$ 172,318 milhões para R$ 100,094 milhões.

A exceção no segmento fica por conta da suinocultura, que, conforme a previsão do MAPA, deve ter um crescimento de receita de 8,56%, de R$ 523,506 milhões para R$ 568,337 milhões.

Mato Grosso do Sul, conforme o ministério, deve manter em 2017 o sétimo maior VBP entre os estados do país. Fica atrás somente de: São Paulo, com R$ 71,693 bilhões; Mato Grosso, com R$ 68,927 bilhões; Paraná, com R$ 65,274 bilhões; Minas Gerais, com R$ 55,145 bilhões; Rio Grande do Sul, com R$ 53,659 bilhões e Goiás, com R$ 40,121 bilhões.


Fonte: G1 MS
Voltar Imprimir
Deixar um comentário
Nome
Comentário
 

Notícias recentes

MST invade fazenda do ministro da Agricultura, Blairo Maggi 25 de julho de 2017 Cerca de mil famílias que integram o Movimento dos Trabalhadores Rurais Sem Terra (MST) invadiram na madrugada desta terça-feira, 25, a fazenda do m...
Demarcação indígena: novas regras podem gerar mais conflito? 25 de julho de 2017 Parecer da Advocacia Geral da União sobre demarcação de terras indígenas assinado na última semana por Michel Temer deve gerar a revisão e a par...
Barreiras comerciais persistem entre países do Mercosul 25 de julho de 2017 Em vias de enfrentar um choque de modernidade pelo acordo com a União Europeia, os quatro países-membros do Mercosul ainda impõem uma série de bar...
Funrural volta a ser discutido entre 1 e 2 de agosto no Senado Federal 25 de julho de 2017 As discussões em torno da volta da cobrança do Funrural continuam, tal qual os esforços de lideranças do setor para amenizar a a decisão do Supre...
Alteração de vacina contra febre aftosa está em avaliação, diz Ministério da Agricultura 25 de julho de 2017 Uma alteração na composição da vacina contra a febre aftosa, que tem sido vista como provável vilã na suspensão de importações de carne brasi...
Boi: Queda nos preços de forrageiras favorece reforma de pastagem 25 de julho de 2017 Após preços recordes em 2016, a oferta de sementes forrageiras deve ser maior neste ano. De acordo com colaboradores do Cepea, a produção em 2017 ...
Carne bovina cai no atacado, mas margem da indústria se mantém elevada 24 de julho de 2017 O preço médio da carne bovina vendida pelos frigoríficos de São Paulo, em valores nominais, é o menor desde a última semana de agosto de 2016. O...


Foto: Anderson Viegas/G1 MS
Desempenho da cana deve ajudar Mato Grosso do Sul a ampliar seu Valor Bruto de Produção (VBP) agropecuário em 2017, aponta Mapa